Bagé / RS, Sábado, 23 de Maro de 2019
Siga-nos:

Colunistas

Gladimir Aguzzi
Coluna: Papo de Elevador
Papo de Elevador

Papo de elevador

Crédito: Divulgação/FS

Um índio
Reza a lenda que viveu por esses vastos campos de fronteira um índio guerreiro que combateu ao lado de Sepé na Guerra das Reduções, era chefe e seu nome Ibajé. Há quem diga que é Guarani; há quem teime que é Charrua. Porém, uma coisa é certa, ao final da vida sossegou à fralda do cerro onde corre o arroio que, por corruptela do nome do cacique, até hoje é chamado arroio Bagé.

A origem
Otávio Augusto de Faria, no Dicionário Geográfico, Histórico e Estatístico do Estado do RS, edições de 1907 e 1914, registra que “o município de Bagé deriva de Ibajé, chefe de uma tribo de índios que ali habitou desde os fins do século XVII”.

Um chefe
No livro Missões Orientais e seus antigos domínios, de Hemetério Velloso da Silveira, está destacado que só depois de 1754, no século XVIII, portanto, “uma tribo de charruas, tendo por chefe o índio Ibajé estabeleceu sua taba à fralda do cerro...” Isso onde mais tarde surgiria o município de Bagé.

Um major
Há quem escreva que o cacique se aliou aos portugueses; há quem afirme que nunca foi um aliado e há quem diga que tudo isso é bobagem. Pois, o major João Antônio Cirne, homem do tempo de alguns dos primeiros povoadores de Bagé, registrou em depoimento como era o índio que habitava por aqui: “o índio Ibajé era hospitaleiro, afável, mais amigo dos portugueses que dos espanhóis e até protegia algum português quando ia para a Colônia de Sacramento. E era bastante altivo...”

Além da história
Para o historiador Walter Spalding, que o professor Tarcísio Taborda trouxe a Bagé em encontro de História na metade da década de 50, “o índio Ibajé seria Guarani e pelejou na Guerra Guaranítica, quando assistiu a morte de Sepé nas margens do arroio Vacacaí em 1756”.
No entanto, há quem defenda que as palavras de Spalding não invadiram o terreno da história, mas das lendas.

Tupã e Anhangá
Tendo o índio existido ou não, a verdade é que nós bageenses a cada ano que passa perdemos – mais e mais - o trem da história, não apenas como metáfora, mas como identidade.
Ora, mas vamos dar vida a esse índio de uma vez por todas; vamos colocar-lhe cocares e miçangas, sangue e suor, flecha, lança e bolhadeira; vamos dar ao índio Ibajé o lugar de sua oca, a pedra onde se sentava para agradecer a Tupã e temer Anhangá; vamos dar ao índio a melhor luz natural do mundo e fazê-lo bela arte.

Um patrimônio fantasma
É quando ouço essas discussões sobre ter ou não carnaval, ter ou não um teatro municipal, que reflito a imensidão de nossos valores, desse patrimônio fantasma a nos rondar, que fuxica em nossa razão para que o transformemos em sentimento de tinta, cerâmica, pedra, notas musicais, palavras... Num grito de arte.

Na curva do amanhã
O índio está lá na fralda, no pé do morro, na beira do arroio a teimar com nosso imaginário. E nós aqui, a beber do alheio num velho filme de faroeste via Netflix. Mal sabemos nós que, também aqui, enterraram corações na curva do rio e ainda queimam poemas e cantos, porque estamos imbecilizados querendo futuro sem saber que só o passado nos conduz ao amanhã.

Ieacen e Ibram
Ruben Oliveira na direção no Instituto de Artes Cênicas do Rio Grande do Sul. Paulo Amaral na presidência do Instituto Brasileiro de Museus. Dois bageenses. Duas pessoas com as melhores qualificações para cuidar das artes, da memória, dos movimentos que tornam as pessoas melhores na vida. Um no Rio Grande; outro no Brasil.
Precisamos saber usá-los para o bem da nossa cultura.

Esquerda e a TV Câmara
Esquerda Carneiro, novo presidente da Câmara Municipal de Vereadores nos próximos dois anos, está analisando, planejando e ouvindo sugestões  para que a TV Câmara se torne um canal cada vez mais atrativo para o público. Primeiro precisa reestruturar, depois tentar fazer melhor.

A memória e a informação política
A TV Câmara deve estar nos lares de todos os bageenses. Muitas vezes não está por problemas técnicos. O canal também é responsável pela memória política audiovisual de Bagé, além de ser um meio de informação das ações do Legislativo e dos acontecimentos de interesse público que ocorrem na cidade. A jornalista Joseane Pires deverá ser a nova diretora de jornalismo.

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 67 resultados encontrados
  • 23/03/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Brasil, meu Brasil brasileiro
    Neste Papo de Elevador vou entrar um pouco na seara do meu amigo Edgar Muza. Prefiro informar e opinar sobre acontecimentos da aldeia do Índio Ibajé. Mas, hoje, em especial, demonstrarei meu pesar por um Brasil que tem em sua história dois presidentes presos por...
  • 20/03/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Comandantes da Cultura
    A Cultura deverá ter dois bageenses em cargos de comando no governo do Estado. Um deles já está em plena atividade, trata-se do diretor teatral Ruben Oliveira, no Instituto Estadual de Artes Cênicas; o outro deverá assumir lá por maio.

    Imba e Recy Gallo
    O mutirão...
  • 16/03/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Vozes às utopias
    Por vezes, observo fenômenos intelectuais a pulular em cafés, esquinas, microfones e redes sociais como arautos da imprensa livre, da defesa da democracia e do opinar sem cercanias. São textos bons, se os considerarmos literatura, servem às utopias, mas vamos e viemos. Estou...
  • 13/03/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    O astuto Fanfa Ribas
    Um dos maiores jornalistas que já andou por esta cidade, se não o maior, foi João Fanfa Ribas, aquele que veio de Porto Alegre para comandar o jornal federalista Correio do Sul, fundado em setembro de 1914. Fanfa era um astuto opositor do governador do Rio Grande do Sul...
  • 09/03/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Temporada de denúncias
    Está aberta a temporada de denúncia contra a administração municipal, contra o prefeito, o vice e seus asseclas. As palavras de ordem são: “vamos perturbá-los; não vamos dar sossego; vamos fazer com que se preocupem em se defender”.
    Como dizia o velho Brizola, “eu venho...
  • 06/03/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    A carioca que se foi no carnaval “Meus queridos, simplesmente renasci pela época de carnaval como boa carioca, personagem de escola de samba. É mais que sabido e falado que o câncer me acompanhará até o fim da vida e depende de mim a vontade de viver.” Estas palavras foram escritas por...
  • 02/03/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    O vazio da história
    Precisamos conhecer melhor a história do Forte de Santa Tecla. Quem resolve dar uma passeada pelo local volta decepcionado. Não há nada lá que nos remeta aos acontecimentos históricos ocorridos naquele extremo norte da cidade. É uma área  vazia. Dois poços fechados, o...
  • 27/02/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    Patético vereador
    O vereador Lelinho Lopes foi patético, no último final de semana, ao tentar trazer para o PT uma fatia das 1 164 casas planejadas, construídas e distribuídas na atual gestão. Foi para a imprensa dizer que o projeto já havia iniciado na gestão do PT, que o prefeito Divaldo Lara...
  • 23/02/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    À memória de Nilo Romero
    Na última quarta-feira, a Fazenda Conquista foi capa do Folha do Sul porque será transformada em fundação.
    Conheci o agrônomo e produtor rural Nilo Ferreira Romero em 2003. Sabia de sua existência, do seu trabalho. Nunca havíamos conversado. Ao completar 40 anos da...
  • 20/02/2019 - Papo de Elevador

    Papo de elevador

    O confronto vem de longe
    Muitas vezes a realidade dos fatos assusta. Principalmente, quando há o confronto, feito espelho, a bater no rosto, pelas páginas de um jornal. No início do século passado, por um período de 10 anos, os editoriais do Correio do Sul e de O Dever travavam uma grande...
Exibindo 1 a 10 de 67 resultados encontrados
  • Página de 7
Clique TV
IMPOSTO DE RENDA | DICAS, MITOS E VERDADES
Assista também:
Carnaval| Café com a Redação
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

LEMBRAM quando comentei aquele evento gastronômico musical do consulado do Uruguai no Imba, nos anos 90? Naquela época, a cônsul era Suzana...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.