Bagé / RS, Domingo, 15 de Julho de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Ben Hur Munhoz
Coluna: Cultura
Perfil:
Cultura

Projeto Flórida (The Florida Project, 2017)

Crédito: Reprodução/FS

Sean Baker é um diretor diferenciado. Responsável pelo surpreendente Tangerine (2015), Baker mais uma vez traz como seu objeto de estudo o cotidiano de pessoas marginalizadas. O diretor aposta em nomes desconhecidos para dar vida a seus personagens - menos o fantástico William Defoe (Assassinato no Expresso do Oriente, 2018).

Em Projeto Flórida, conhecemos a ótica de crianças que vivem ao lado do local dos sonhos, Walt Disney World. A princípio estariam vivendo o sonho de diversos pequenos ao redor do mundo, porém, a dificuldade obscurece a fantasia, torna-a banal. Mais importante que uma atração dos parques é conseguir comprar um sorvete e aproveitar os momentos de felicidade ao tomá-lo.

A líder do grupo de crianças é Moone (Brooklynn Prince, estreante). Uma pequena garota que pratica todo o tipo de travessura com os turistas e hóspedes do hotel “beira de estrada” em que vive. A menina não faz ideia que batalha todos os dias para ficar com sua mãe, e que suas atitudes contam. E mesmo contando o amparo do gerente do hotel, Bobby (Defoe), a sua vida é uma superação atrás da outra. Bobby tem um papel importante na vida de Moone e seus amigos, funcionando como figura paterna e goza de respeito com os pequenos.

Em questão de atuações, Defoe é um show à parte e encarna o papel do sensível e carismático Bobby como poucos fariam, não é à toa que foi indicado ao Oscar. No entanto, Brooklynn Prince é um poço de espontaneidade, impossível não sentir empatia pela pequena. Transitando entre um sorriso que conforta o coração até um choro que abala o espectador coração gelado.

A facilidade que o diretor tem de impor sua narrativa com atores inexperientes e, ainda por cima, crianças é um fato que precisa ser contabilizado como um ponto superpositivo desse longa.

A obra retrata muito bem a infância marginalizada, que não é explorada em filmes, mas é real. Se preocupa em ser realista e dolorosa, abrange a segurança das crianças e mesmo que sem perceber nos encontramos envolvidos e até responsáveis por elas. É perceptível a ironia do cenário. Possuindo como palco principal os arredores de um local de magia, a narrativa apresenta uma infância bem diferente, onde elefantes orelhudos não voam e princesas não recuperam seu sapatinho de cristal.

 

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 7 de 7 resultados encontrados
  • 14/07/2018 - Cultura

    Terra Selvagem (Wind River, 2017)

    Filmaço. É um adjetivo usado, em muitos casos, com pouca razão. Afinal de contas, o que torna uma obra completa? Se depender de roteiro e atuações, Terra Selvagem está apto a ser classificado como tal, mas não é só isso, a direção do estreante Taylor Sheridan também é um ponto positivo nessa...
  • 07/07/2018 - Cultura

    Eu, Tonya (I, Tonya, 2018)

    Difícil são as cinebiografias. É comum assistir filmes biográficos que endeusam o protagonista, escondendo seus defeitos e suas decisões pouco honrosas. Certamente, Eu, Tonya, não se enquadra nessa tendência.
    A obra conta a história da patinadora Tonya Harding, interpretada por Margot Robbie...
  • 30/06/2018 - Cultura

    A Grande Jogada (Mollys Game, 2017)

    Aaron Sorkin é inegavelmente um ótimo roteirista, seu texto nos proporcionou inúmeros sucessos cinematográficos como o sensacional Questão de Honra (A Few Good Men, 1992) e A Rede Social (The Social Network, 2010). A Grande Jogada é sua estreia como diretor. A película é inspirada no livro...
  • 16/06/2018 - Cultura

    You Were Never Really Here (2017)

    É fato que Joaquin Phoenix (Her, 2013) é um dos nomes mais talentosos da sua geração de atores. Quando o vi no pôster de You Were Never Really Here foi o suficiente para despertar a vontade de pesquisar sobre a produção. A película foi dirigida por Lynne Ramsay, responsável pelo competente...
  • 31/05/2018 - Cultura

    Deadpool 2 (2018)

    Sou leitor de quadrinhos há algum tempo. Deadpool confesso que nunca li. O pouco contato que tive foi por meio de participações em histórias de outros personagens. E, mesmo assim, o primeiro filme funcionou perfeitamente, méritos do diretor, aquela altura estreante, Tim Miller. Para a sequência,...
  • 23/05/2018 - Cultura

    Mudo (Mute, 2018)

    Duncan Jones é uma incógnita. Quando fez sua estreia em Lunar (Moon, 2009), chamou a atenção para si. O filme é sensacional e ainda conta com uma atuação inspiradíssima de Sam Rockwell (Três Anúncios Para Um Crime, 2017).
    Mesmo depois de dirigir o morno Warcraft - O Primeiro Encontro de Dois...
  • 17/05/2018 - Cultura

    Um Lugar Silencioso (A Quiet Place, 2018)

    Costumeiramente evito ao máximo os materiais promocionais de filmes. Atualmente, o bombardeio de informações e teasers que mais entregam a trama do que instigam o espectador me fizeram assumir essa postura. Com “Um Lugar Silencioso” não foi diferente. O famoso “boca a boca” me ajudou na escolha...
Exibindo 1 a 7 de 7 resultados encontrados
Clique TV
Santa Edwiges Dia das Mães
Assista também:
Pé por Pé Dia das Mães
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

ARTE NA VITRINA, proposta simpática e inteligente da Associação Comercial, parceria com a prefeitura. Na noite de abertura, Casa de Cultura, o...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.