Bagé / RS, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

Vinicius Silva
Coluna:

Papo cabeça

Crédito: Divulgação/FS

Não sei se é comigo, mas sempre que a expressão "baseado em fatos reais" aparece no começo de algum filme/série, meu nível de interesse sobe consideravelmente. E, por mais que a realidade seja, muitas vezes, mais maluca que a ficção, sei que existem liberdades criativas necessárias para manter a estrutura narrativa. Dito isso, vou falar de Mindhunter, mais um excelente lançamento Netflix.
No fim dos anos 1970, o padrão criminoso nos Estados Unidos havia mudado drasticamente. Se antes, a polícia lidava com ladrões ou assassinatos com motivo definido - infidelidade, perda do emprego, etc. -, agora os crimes aconteciam com pessoas sem inimigos, mulheres jovens e queridas em suas comunidades... Sem falar nas circunstâncias: estrangulamentos, estupros, mutilações e todo tipo de vilipêndio possível. Quem seria capaz de tamanha insanidade? Se a mente insana é imprevisível, como é possível ficar um passo à frente dela (Essa frase eu copiei da divulgação da série)? Foi essa pergunta que motivou dois agentes do FBI a tentar traçar o perfil desses criminosos. Edmund Kemper, Jerry Brudos, Charles Manson, David Berkowitz... para compreender o incompreensível, os agentes fizeram o impensável para a época: entrevistaram pessoalmente esses e outros nomes não menos infames, a fim de traçar um perfil para cada tipo de criminoso e, com sorte, decifrar crimes em andamento... tipo CSI, mas bem nos primórdios.
A série é dirigida por David Fincher, premiado por um monte de coisa boa (Seven, A Garota Exemplar, Zodíaco) e um excelente adaptador de livros para o cinema (O Curioso Caso de Benjamim Button, Clube da Luta). Ele adaptou "Mind Hunter: Inside the FBI’s Elite Serial Crime Unit”, algo tipo "Caçador de mentes: Dentro da Unidade de Elite de Crimes Seriais do FBI". A primeira temporada desenvolve tudo lentamente. Vamos conhecendo os personagens através de diálogos e cortes longos, e a trama se desenvolve num ritmo sem sobressaltos. Apesar disso, não é nada chato e, de certa forma, parece a maneira apropriada de apresentar um assunto tão denso. À medida que vão tendo contato com os primeiros assassinos, Holden Ford (Jonathan Groff / Glee) e Bill Tench (Holt McCallany / Jack Reacher - Sem Retorno) vão conhecendo, passo a passo, como funcionam as mentes mais monstruosas da América. Com ótimas interpretações, vamos conhecendo detalhes de crimes famosos nos Estados Unidos e seus autores, como o "assassino das colegiais", que sequestrou, decapitou e, não bastasse, violou os corpos e a cabeças das vítimas. Ele fez isso seis vezes, e só foi preso porque se entregou, em 1973, após confessar ter matado a mãe e uma amiga dela. Nem preciso dizer o que ele fez com os corpos... os detalhes são tão surreais e contados de forma tão banal - parabéns especial ao ator Cameron Britton pela interpretação genial de Edmund Kemper - que parecem mentira, coisa de filme mesmo.
Apesar da temática pesada e dos crimes retratados, a série não mostra nada a não ser alguns flashes na abertura. O terror é psicológico e, a julgar tudo o que aconteceu nos primeiros dez episódios - tudo sem pressa, minimamente pensado - e o desenvolvimento dos personagens, a próxima season promete mais algumas horas de aversão e diversão. A primeira temporada já está disponível completa e a série já foi renovada. Recomendo!

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 3 de 3 resultados encontrados
  • 14/10/2017 -

    O que é ser normal?

    Como falar de um assunto delicado sem causar polêmica? Pois a criadora de How I Met Your Mother parece ter encontrado a medida em Atypical, uma das boas surpresas de 2017.
    A história gira em torno de Sam Garner. Ele acaba de completar 18 anos e está vivendo o auge das curiosidades e descobertas...
  • 16/09/2017 -

    Medo e opressão

    Muito mais que entretenimento, o cinema, como expressão artística, propõe reflexão. Acompanhando essa tendência, muitas séries de televisão vêm trazendo à tona assuntos densos das mais diversas formas, sejam elas diretas ou alegóricas. Entre as várias produções que assisti esse ano, uma das mais...
  • 02/09/2017 -

    A revolução tem nome

    Quem, assim como eu, já passou dos 30, cresceu em um mundo mais ou menos assim: música se ouvia no rádio e a televisão tinha a imensa variedade de três canais (bom mesmo só um), com uma programação diretamente afetada pelos anos 1980 - a década do exagero. Então, meio que valia tudo (sem...
Exibindo 1 a 3 de 3 resultados encontrados
Clique TV
Ortobom
Assista também:
Postos Balluarte
Clique Social

Coluna Social

“A arte de viver é simplesmente a arte de conviver... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil"
Mario Quintana
 
Zezita: talento e...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.