Bagé / RS, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

Luis C. Albano
Coluna: Opinião
Opinião

Goleiros - Parte final

Encerrando nosso trabalho sobre os principais goleiros que serviram a nossa seleção, hoje, iniciamos pelo grande goleiro Emerson Leão, nascido em 11 de julho de 1949, em Ribeirão Preto, SP. Ele teve marcantes passagens por grandes times do futebol brasileiro, inclusive, na seleção nacional. Fez sua estreia na seleção em 8 de março de 1970, jogo amistoso contra Argentina, com vitória brasileira por 2x1. disputou as Copas do Mundo de 1970, 1974, 1978 e 1986. Pela nossa seleção, disputou 105 jogos, com 64 vitórias, 30 empates, 11 derrotas e sofreu 69 gols.  Foi campeão mundial em 1970. Feito, na Copa de 1978, na Argentina, ficou 457 minutos sem sofrer gols. Foi o primeiro técnico brasileiro a trabalhar no Japão. Após dirigir vários clubes, também atuou na seleção brasileira entre os anos de 2000/2001.
Waldir Peres de Arruda nasceu em 2 de janeiro de 1951, em Garças, SP e morreu em 23 de julho de 17, em Mogi Mirim-SP. Fez brilhante carreira no São Paulo, onde se destacou como grande pegador de pênaltis. Na seleção, fez seu primeiro jogo em 4 de outubro de 1975, jogo Brasil 2x0 Peru, em Lima, pela Copa América. Disputou as Copas do Mundo de 1974, 1978 e 1982, totalizando 30 jogos, com 25 vitórias, quatro empates e uma derrota, sofrendo 20 gols. Cláudio André Mergen, mais conhecido como "Taffarel", nasceu em 8 de maio de 1966, em Santa Rosa, interior do RS. Ele é considerado o melhor goleiro da história do futebol brasileiro. Desde cedo, destacou-se como grande pegador de pênaltis na seleção. Foi o profissional que abriu o mercado europeu para goleiros brasileiros. Sua primeira partida na seleção foi em 7 de julho de 1988, Brasil 1x0 Austrália, pelo torneio do bicentenário da Austrália, em Melbourne. Jogou nas seleções de base, onde obteve grande destaque. Disputou as Copas do Mundo de 1990, 1994 e 1998, em todas elas foi o titular absoluto, tendo atingido a marca de 18 jogos. Na seleção, foram 130 jogos, com 84 vitórias, 32 empates e 14 derrotas, tendo sofrido somente 82 gols. Foi campeão mundial em 1994 e vice-campeão em 1998.
Atualmente, é o treinador de goleiros da seleção brasileira. Nelson de Jesus Silva, conhecido como "Dida", nasceu em  7 de outubro 1975, em Irará, interior da Bahia. Jogou também no exterior, na Itália. Disputou as Copas de 1998, 2002 e 2006. Jogou nos dois maiores clubes do RS, Internacional e Grêmio, tendo disputado seis Gre-Nais, três por cada time. Estreiou na seleção no dia 7 de julho de 1995, Brasil 1x0 Equador, Copa  América, em Rivera, no Uruguai. Campeão mundial em 2002. Na seleção, foram 113 jogos, 72 vitórias, 25 empates e 16 derrotas, tendo sofrido 86 gols. Marcos Roberto Silveira Reis nasceu em 4 de agosto de 1973, em Oriente , interior de  SP.  É considerado como o melhor goleiro da história do Palmeiras, time onde jogaram Oberdan, Valdir e Leão, três destaques nacionais na posição. "São  Marcos", como era chamado pela torcida palmeirense, disputou a Copa do Mundo de 2002, sagrando-se campeão mundial invicto. Na seleção, iniciou em 13 de novembro de 1999, Brasil 0x0 Espanha, amistoso em Vigo, na Espanha. Na seleção, foram só 29 jogos, 19 vitórias, três empates e sete derrotas, sofrendo 25 gols. Júlio César Soares Spindola, mais conhecido como "Júlio César" nasceu em 3 de setembro de 1979, em Duque de Caxias-RJ. Grande goleiro e muito cotado no futebol europeu, onde por duas vezes foi considerado o melhor goleiro do mundo. Na seleção, fez seu primeiro jogo em 8 de julho de 2004, Brasil 1x0 Chile, Copa América, em Arequipa no Peru. Disputou as Copas do Mundo de 2010 e 2014. Na seleção, fez 64 jogos e sofreu 43 gols. Após destacada atuação durante a Copa do Mundo de 2014, em que defendeu algumas penalidades, ele foi atropelado pela fatalidade e levou sete gols no jogo contra a Alemanha, quando tirou a chance do Brasil disputar o título de 2014.  É bom frisar que apesar de sofrer sete gols, Júlio César, não foi culpado.
Futuramente, outros grandes goleiros serão aqui registrados, tais como: Lara, Valdir, Oberdan, Kuntz, Sérgio Moacir, Raul, Zetti, Rogério Ceni, além de alguns estrangeiros que atuaram em nosso país.

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 128 resultados encontrados
  • 02/12/2017 - Opinião

    Brasil nas Eliminatórias - Copa do Mundo

    Os adversários de nossa Seleção foram dirigidos por vários técnicos, sendo que alguns deles dirigiram mais de uma seleção. Por exemplo, Marcelo Bielsa dirigiu a Argentina em três jogos e a seleção Chilena em dois. José N Pekerman, a argentina em uma partida e a chilena em duas. Francisco...
  • 25/11/2017 - Opinião

    Seleção Brasileira em Eliminatórias

    A seleção brasileira nos 54 jogos realizados em nosso país, atuou em 15 cidades e 23 estádios. O Estádio do Maracanã foi utilizado 16 vezes, o Morumbi, nove. No  Exterior, 56 jogos, realizados em 17 cidades e 20 estádios. O Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, no Paraguai, foi palco de...
  • 18/11/2017 - Opinião

    Seleção Brasileira nas Eliminatórias - 1954/2018 - Rússia

    Continuando o nosso relato sobre a participação da seleção brasileira nas eliminatórias, 1954-2018, hoje, veremos um quadro estatístico geral, contando nossa trajetória frente as demais seleções Sul-americanas. Nesse quadro, após o nome da seleção adversária, aparece o número de eliminatórias de...
  • 11/11/2017 - Opinião

    Seleção Brasileira - Eliminatórias 2018 - Rússia

    Para conseguir a classificação na disputa de uma Copa do Mundo Fifa, a seleção brasileira enfrentou outras nove seleções sul-americanas, num total de 110 jogos. Ao todo, 54 ocorreram em nosso país e 56 na casa dos adversários. Vejamos como foram distribuídas as partidas da seleção nas disputas...
  • 04/11/2017 - Opinião

    O Brasil nas eliminatórias - 1954 - 2018 - parte I

    Quando do início da disputa da Copa do Mundo Fifa, em 1930, vários países foram convidados a participarem. Já a partir do campeonato seguinte 1934, houve maior interesse e 32 seleções se inscreveram para a disputa das 16 vagas. Após, crescia o número de seleções interessadas em participar, o que...
  • 28/10/2017 - Opinião

    Jogadores bageenses que vestiram a camisa "canarinho" (Parte II)

    Em sequência a nossa lista de jogadores bageenses que defenderam a seleção brasileira de futebol ao longo da história, prosseguimos com Lagarto - Severino Franco da Silva, atacante, nasceu no dia 16 de julho de 1899 e morreu em Porto Alegre, em 5 de março de 1972. Está sepultado em Bagé. Jogou...
  • 21/10/2017 - Opinião

    Jogadores bageenses que vestiram a camisa "canarinho" (Parte I)

    Hoje, veremos os jogadores bageenses que vestiram a camisa da seleção. Branco: Claudio Ibrahim Vaz Leal nasceu em 4 de janeiro de 1964. Na várzea, jogou num time formado somente por jogadores negros, sendo ele o único de cor branca. Durante as partidas, a torcida o chamava de “Branco”. Dessa...
  • 07/10/2017 - Opinião

    Brasil X França

    A França foi o segundo país da  Europa a enfrentar o Brasil. O primeiro confronto entre ambas ocorreu em  1º de agosto de 1930, no Rio de Janeiro, no Estádio das Laranjeiras, com vitória do Brasil por 3x2. Amistoso, aproveitando a passagem da seleção francesa, que retornava da Copa do Mundo de...
  • 30/09/2017 - Opinião

    Brasil x Iugoslávia

    A seleção brasileira fez sua primeira apresentação em Copas do Mundo Fifa, em 1930, no Uruguai. Tivemos como primeiro adversário a seleção de Iugoslávia, oriunda da Europa.  Nossa seleção não foi representada por sua força máxima, devido ao desentendimento entre cariocas e paulistas. Como prova...
  • 16/09/2017 - Opinião

    Goleiros - parte II

    Algisto Lorenzato Domingos, mais conhecido como "Batatais" nasceu em 20 de abril de 1910, em Batatais-SP.  Morreu em  16 de junho de 1960, no Rio de Janeiro. Foi um dos mais famosos goleiros do Fluminense. Pela seleção brasileira, atuou no primeiro jogo da Copa do Mundo Fifa de 1938, em...
Exibindo 1 a 10 de 128 resultados encontrados
  • Página de 13
Clique TV
Novo Polo na Tterrasul
Assista também:
Casa & Conforto
Clique Social

Coluna Social

“Engana-se quem acha que a riqueza e o status atraem inveja. As pessoas invejam mesmo o sorriso fácil, a luz própria, a felicidade simples e...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.