Bagé / RS, Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

Luis Giorgis Dias | Bagé/RS
Coluna: Opinião
Opinião

O discurso retórico sobre a violência

Luis Giorgis Dias

A cidade de Florianópolis hoje, literalmente, pega fogo, e não é pelo sol do verão.
Mas pela recorrente onda de ataques por parte do crime organizado; que seguem o mesmo padrão: veículos do transporte público queimados.
A segurança pública e o crime voltam ao debate, todavia é preciso indagar: será mesmo que se trata de culpar “criminosos”?
A origem da insatisfação surgiu das denúncias - já comprovadas - de abuso e tortura dentro dos presídios catarinenses, um reflexo da crise que assola um dos países que mais prende no mundo, como afirmam relatórios do Departamento Penitenciário Nacional.
A mobilização do crime organizado conta com seu aparato dentro e fora dos muros para garantir o tráfico de informações e o cumprimento de ordens diretas; pode-se perceber que o problema não é individual, como outrora tentou a psicologia confirmar, ou subjetivo de degenerados sociais.
Estas são teorias do passado, dignas do horror manicomial e de Lombroso: a questão do crime no país é econômico, social e, por desdobramento, também político.
Até se pode exagerar e dizer que é essencialmente político: por que a população marginalizada, vê no crime uma via de acesso à “vida digna”?
Por que o terrorismo e/ou a violência ocupam um lugar privilegiado na mente de tais pessoas para expressar seu descontentamento?
A resposta imediata normalmente tem respaldo em motivos educacionais e a ausência de políticas públicas que consigam amparar esta massa de sujeitos à margem da sociedade.
Em parte se concorda. Mas como explicar o comportamento igualmente violento por parte dos setores mais abonados da sociedade que clamam como revide, MAIS violência na forma de suplícios e construção de penitenciárias (sendo que já se prende muito)?
Como aceitar que parte da intelectualidade nacional silencie ante este discurso?
O país pesquisa hoje novas tecnologias e teorias que dêem conta de resolver estes embaraços sem as fórmulas clássicas e a repetição obsessiva de se insistir no erro de encarcerar mais e erguer apenas cadeias, o que até agora não solucionou a brutalidade nacional.
Há quem pense que estudar não passa de mera qualificação para o mercado de trabalho ou etapa diante de algum concurso.
É tempo dos responsáveis se desvencilharem de tais ideias, e compreender que a mudança só pode ser construída por cada um mediante ação e reflexão constantes sobre as dificuldades gerais.
Onde estão os intelectuais dispostos a criar saídas para eles? Onde os partidos e organizações políticas, que não conseguem competir na via pacífica com o medo e a crueldade forma de expressão popular?
Sai a política, entra o terror.
Culpa dos bandidos? Não. Dos políticos? Também não.
Sem dúvida é fruto de uma nação que carece de política ética e que prefere não se responsabilizar pelos dramas do povo.

(*) Acadêmico de Psicologia, UFSC (misterbageeoutros@gmail.com).

Comente essa notícia
Enquete

Há poucos dias o Supremo Tribunal Federal decidiu que presos em situações degradantes têm direito a indenização por danos morais. A decisão foi unânime após o caso de um preso que ganhou o direito de receber R$ 2 mil em danos morais após passar 20 anos em um presídio em Corumbá, no Mato Grosso do Sul. Você concorda com a decisão da mais alta corte do país?

  • NÃO. O Estado brasileiro sofre uma grave crise econômica para que se possa “pagar” indenizações para todo o preso que se achar em uma situação degradante. Essa decisão abre jurisprudência e não será dessa forma que os governos irão resolver a situação precária dos presídios. Deve-se atualizar o Código Penal e redirecionar recursos para mais segurança à sociedade.
    ( 78.6% )
  • SIM. É notório que a superlotação e as péssimas condições dos presídios brasileiros acabam por não recuperar grande parte dos apenados que retornam ao crime. O Estado deve repensar o sistema prisional do país para que não ocorram mais rebeliões como no Norte e Nordeste, nem sejam espaços de domínio de organizações criminosas. A decisão é um recado do Judiciário para que os governos invistam em novas prisões.
    ( 21.4% )
Ver resultado parcial
Quero votar
Clique TV
Show - Guri de Uruguaiana - Bagé
Assista também:
Operação "Lenhador" prende homem acusado de liderar o tráfico de drogas na região da Campanha
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

NADA de discussões, papo político partidário nenhum. A música era a convidada de honra. O maestro Joab Muniz falou de seu projeto de construção do...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.