Bagé / RS, Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019
Siga-nos:

Colunistas

José Brasil Teixeira | Porto Alegre/RS
Coluna: Opinião
Opinião

A responsabilidade  do ídolo

José Brasil Teixeira-Médico 
  Vivemos em um tempo no qual é muito fácil tornar-se e, muito mais que isso, ser feito ídolo de massas e já com polimento. A mídia escrita, falada e televisada e a exposição massiva e frequente, associada à sugestão de excelência que é feito cérebro adentro de quem assiste, lê ou vê é capaz de colocar ao dispor das mentes, ao mesmo tempo, várias figuras com esta recomendação implícita. Entre os jovens, é com muita facilidade que a imitação e a satisfação concedida pelos exemplos de sucesso acabem neste tipo de admiração, por estas vias. Embora, entre eles, seja raro surgir um ídolo marcante que saia da leitura comum de algum best-seller; um Harry Potter, por exemplo, já em desaceleração. Os menos marcantes e menos duráveis e sólidos são os mais aceitos nessa faixa. Os ídolos são para a mente humana uma figura nascida de forma fisiológica, uma complementação ideal ao ego individual ou coletivo, tornando-se uma porção admirável de nós mesmos projetada no ícone. Um mecanismo semelhante formava os deuses nas variadas mitologias antigas, onde alguns representavam as nossas capacidades multiplicadas ou a explicação do desconhecido, bem mais impalpáveis por envolver o misticismo em sua origem, mas muito semelhante. E daí a sua (também do ídolo) permanência em pedestal de forma cada vez mais sólida e exemplar... Hoje, sempre de acordo com a exposição e quanto mais contínua melhor.  Mas, os ídolos precisam ter condições mínimas individuais para sua sustentação, as quais devem obter o acato de nossa receptividade sensível, via visão, audição, conceitos e os sentimentos agradáveis que suscita. Sendo que muitos deles, é verdade, demonstram no decorrer de sua existência condições de verdadeiros gênios. E a genialidade, como se sabe, é esta virtude rara que encanta e recebe afagos das almas mais sensíveis e elevadas, com muitos exemplos ao longo da história. Também, os ídolos sabem que são ídolos, tal condição lhes é fisiologicamente necessária, alguns até embebedam-se com ela e uma reação interativa se estabelece, às vezes, deletérea.  Entretanto, é sobre condições que fogem ao controle da relação que quero falar, exatamente sobre o volume de comportamentos adventícios, desde a roupa ou os hábitos do ídolo, corretos ou não e toda a absorção da figura em si que a relação difunde entre os admiradores. E que fazem daqueles exemplos responsáveis exemplos de grande repercussão social. Por isso, é necessário que o ídolo tenha consciência da sua influência positiva (ou, eventualmente, negativa) nas mentes cativadas. Pois, muitas vezes, sem perceber sua ampla influência e sem a devida consciência de sua magnitude na plêiade de seguidores, muitas vezes, contumazes e, sobretudo, emocionalmente envolvidos, os ídolos descuidam-se de si próprios, assumem atos moralmente pouco recomendáveis - que podem chegar a desvios de conduta - chegando a ponto de pôr suas vidas em risco, frequentemente bem- sucedidos em sua até velada intenção - deixando, ai, na orfandade sentimental uma legião de admiradores em completo vazio e desamparo emocional.  A má condição de convívio dos ídolos com a sua situação de sucesso, exposição e, às vezes, solidão torna-os presa fácil do maior flagelo psicossocial dos nossos dias, a droga. E nesse rastro ocorrem as muitas tragédias que temos assistido, por irresponsabilidade afetiva dele consigo mesmo e com a massa cativada. Tem sido assim com muitos deles e pense na permissividade que eles concedem aos titubeantes da idade! Nunca esquecendo que cada um é responsável por quem cativa! Ou deveria... O que, guardadas as circunstâncias, ampliando-se o público alvo, serve muito bem  na política, trocando-se a droga por outros muitos maus exemplos.     

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 110 resultados encontrados
  • 18/02/2019 - Opinião

    A duração do tempo

    Como a maioria das coisas na vida, o tempo era também uma coisa relativa, pensava ele. O tempo da indiferença, por exemplo, tinha uma duração quase nula, imperceptível, era o tempo de uma soneca, não custava, não pesava e nem doía, era um tempo de baixa qualidade que quando se pensava nele,...
  • 11/02/2019 - Opinião

    A agonia da morte

    A morte, certamente, é um dos fenômenos mais misteriosos para a nossa consciência. Mas também o é, sobretudo, quanto à influência que exerce sobre a nossa inconsciência... E, para tal, basta analisarmos que uma das mais potentes forças do ser vivo, a manutenção da vida e o seu resgate constante...
  • 07/01/2019 - Opinião

    Velhos cheiros, gostos e feições

    É impressionante e notável a capacidade do cérebro de armazenar informações, bem como a maneira de esses mesmos dados balizarem o comportamento humano e suas mais variadas reações. Assim, desde o nascer e até antes, tudo o que nos chega por meio dos órgãos dos sentidos, representados pela visão,...
  • 31/12/2018 - Opinião

    Sobreviver à adolescência

    Acontece que a criança cresce soberana em sua pequenez, protegida em todas as formas possíveis de qualquer perigo ou mau passo, pela mão adulta e protetora. Sendo sempre perdoada de tudo, diz-se, por ser criança. Ainda que seja repreendida, ensinada e corrigida. Ser criança é quase estar no céu...
  • 24/12/2018 - Opinião

    Pais, filhos e emoções

    Normalmente, a circunstância de se ter e criar filhos gera um arco-íris de emoções que pode ser classificado e quantificado ao longo do tempo. Arrisco, aqui e para isso, raciocinar e falar em uma faixa de ocorrências emocionais que fica entre o que é e o que idealmente deveria ser, em todo o...
  • 17/12/2018 - Opinião

    JINGLE BELLS, É NATAL!

    Esta crônica, pela data que se comemora por esses dias, se possível deverá ter o caráter de um presente. Talvez, não tão enfeitado como o leitor merece, uma vez que o papel que tenho para sua decoração é o papel branco da folha em frente, o qual tratarei de encher com um pouco de ideias...
  • 03/12/2018 - Opinião

    Análise da figura paterna real e projetada

    Existem na natureza humana e no seio da sociedade que a abriga tendências naturais de seus membros, uns para mandar, outros para serem mandados; e são feitos de modo tal para esses papéis, que não rendem da mesma forma em posições invertidas. Assim, o que manda é o que lidera, comanda, motiva...
  • 26/11/2018 - Opinião

    Defeito humano

    Quando suamos muito, um mecanismo especial do cérebro, no diencéfalo, é ativado por concentração sanguínea específica para que a glândula hipófise, que comanda todas as outras do organismo, secrete o hormônio antidiurético (ADH).  Este, na circulação, vai ativar o rim para reabsorver os líquidos...
  • 19/11/2018 - Opinião

    A solidão

    Dizia Vinícius de Moraes, que a vida é a arte do encontro embora haja tanto desencontro pela vida. Axiomático, emblemático e, embora fosse  poeta de muitas rimas - e muito bom até sem elas - desta vez, ele foi filosófico.
    Na verdade, nada mais apavorante a um ser que tem relações referenciais...
  • 12/11/2018 - Opinião

    A importância da memória

    Na maioria das vezes, as pessoas não atinam a detalhes que são fundamentais na vida da humanidade, bem como na sua existência sobre a terra e como um todo. Baseado nisso e, a título de ilustração, quero chamar atenção para um fato que na realidade é um conjunto deles.
    O homem, observado ao...
Exibindo 1 a 10 de 110 resultados encontrados
  • Página de 11
Clique TV
Qualidade de Vida
Assista também:
Daniel em Bagé
Clique Social

Coluna Social

“Quando todos descobrirem o prazer de levantar quem está no chão, o mundo dará um grande passo no processo de regeneração previsto para este...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.