Bagé / RS, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

José Brasil Teixeira | Porto Alegre/RS
Coluna: Opinião
Opinião

Verídicas!


Principalmente esta primeira, que um informante idôneo me ligou para contar. Aconteceu na Terra do Ouro, que, como se sabe, já forneceu personagens insólitos e fatos não menos verdadeiros.
Há pouco dias chegaram no Pronto-Atendimento do hospital daquela cidade, uma avó e uma mãe apavoradas, com um menino atônito que não entendia, da pequenez de seus dois anos de idade, o que tinha feito de tão fantasmagórico e que gerasse tanta admiração. "Talvez tivesse sido por causa daquela cobrinha, de mais ou menos dois palmos e sem a cabeça, que a mãe pegava entre dois dedos..." pensava ele.
 A mãe e mais a avó contaram, então, a história ao doutor, O menino estava brincando sozinho no pátio da casa, lá perto do cemitério, quando, de repente, entrou dentro de casa, com a boca levemente ensanguentada, no que foi logo socorrido. Nada de pior foi encontrado na região da boca do menino, mas ele queixava que havia comido uma coisa com gosto ruim "ali no pátio"  e foram até lá verificar. A mãe, lá chegando, encontrou, ainda se enroscando de dor, a referida e infeliz cobrinha, sem a cabeça, que já estava sendo disputada pelos pintos do terreiro. Diante de muito espanto, arrancaram do menino a narração do fato, que contou, com toda a sua ingenuidade, que o pequeno réptil se aproximara dele enquanto brincava e que, depois de imobilizada com as duas mãos, achando o brinquedo diferente, fez o que qualquer criança faz: levou-a à boca como parte do reconhecimento e acabou por mordê-la com tanta força que lhe arrancou a cabeça. O que, aliás, segundo o valente garotinho, "tinha gôto luim!".
Parece que, segundo informações colhidas junto ao médico, a cobra ficou hospitalizada e o menino foi encaminhado ao Instituto Butantã. Pode?
                                       
                                       ********

Esta outra, contou-me um renomado ortopedista da cidade, figura incapaz de faltar com a verdade dos fatos e desafeto do engodo. Contou-me, pedindo sigilo, e sabendo que, geralmente, os fatos interessantes que me são relatados acabam sendo transformados em crônicas, pediu que poupasse os nomes.
Uma mais ou menos jovem senhora de porte franzino, há poucos dias chegou ao seu consultório. A enfermeira fez a ficha de admissão com a identificação e ela, com uma certa dificuldade, pela dor que sentia, sentou-se na sala de espera até que chegasse a sua hora. Daí a pouco foi a sua vez e, então, entrou na sala do médico com um ar de sofrimento, com as mãos na altura dos rins, caminhando toda torta, dizendo, desde o início, ao doutor, que se tratava de uma lombalgia intensa. O doutor mandou que ela sentasse direto na mesa de exames e, depois de examiná-la, sentados frente a frente, enquanto o médico escrevia os achados na sua ficha, a paciente, para quebrar o silencio, disse: -É, doutor, acho que é pelo peso dos 50. Ao que o doutor, passando o olho na sua identificação, retrucou: - Não se menospreze, minha senhora, pois vejo que só tem 40 anos e não 50. E ela: - É, mas o meu marido tem 50! E ainda tem ejaculação demorada e pesa 90 quilos!

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 90 resultados encontrados
  • 13/02/2015 - Opinião

    A turca Glória

    A vida noturna menos sóbria em Bagé, num tempo que se pode chamar ainda de contemporâneo para quem está na casa dos sessenta e muitos, como eu, conheceu alguns pontos principais na zona do meretrício, que desapareceu por falta de razão de ser, quando essa zona era situada na "baixada". Pontos...
  • 06/02/2015 - Opinião

    Uma coisa que só vendo - II



      Vocês lembram que dias atrás contei a hisstória do rapaz que teve a delicadeza de desamarrar da árvore a moça que não tinha as duas pernas  e da qual havia se servido de forma surrealista. Prosseguindo, então, naquele dia o agradecido pai da moça convidou-o para o café da manhã e começou...
  • 30/01/2015 - Opinião

    Uma coisa que "só vendo"!

    O doutor José Ovídio Funari, emérito cardiologista e pescador, e por isso mesmo dotado de excepcional capacidade de contar histórias misturadas com sua fértil fantasia e sendo, ocasionalmente, um pouco desafeto da realiadade (me compreendem?), é também um exímio cartunista e chargista enrustido...
  • 23/01/2015 - Opinião

    Seu Manoel...

    ...era um comerciante descendente de portugueses, bem sucedido, que se dedicava ao trabalho numa mercearia de sua propriedade, sempre ajudado por sua esposa, dona Ritinha -  com quem estava casado há mais de 10 anos. Viviam harmonicamente, com tudo para serem felizes, sem problemas econômicos,...
  • 16/01/2015 - Opinião

    Sepérola

    O dr.L.A.Vargas, mercê de sua cardiologice eficiente e de uma inata empatia  que o faz sentir o drama do seu paciente, é um colega de merecida, fiel e cativa clientela, a qual lhe toma todo o tempo. Fora isso, quando lhe sobra algum, dá demonstrações de sua veia prosaica ao verter histórias e...
  • 09/01/2015 - Opinião

    Outra daquelas

    Escrever foi uma boa descoberta que me fiz depois dos cinquenta anos; e que me dá muito prazer, principalmente quando percebo que, no papel, as ideias, os pensamentos e as opiniões tornam-se mais consolidadas, mais claras e mais verdadeiras. Além do que, o seu poder de difusão e o público...
  • 19/12/2014 - Opinião

    Os náufragos

    Um camarada de posses limitadas comprou um número da mega sena na agência ao lado do bar que frequentava e onde trocava, com os amigos, figurinhas que continham os mais variados sonhos e devaneios, como aqueles que alimentam todo o mundo e sem os quais seria a vida mais fosca.
    Passados uns...
  • 12/12/2014 - Opinião

    Os canivetes suíços

    Palomita era uma gentil mocinha que trabalhava na conhecida vida "fácil", mais especificamente no Cabaré do Alfaya, onde hoje é o Banco Itaú. Uma figura que poderia ter sido daquelas protagonistas de Vitor Hugo, quando descreveu ”La femme de frinte ans”, seus mistérios e suas fogueiras íntimas,...
  • 05/12/2014 - Opinião

    Os beatos

      Era uma vez uma senhora muito beata, dessas que participava ativamente do ministério da santa missa aos domingos, no jogral da igreja, que era responsável pela limpeza do altar, que cuidava das flores e da ornamentação, que passava a caixinha e que, na falta do sacristão, batia também o sino...
  • 28/11/2014 - Opinião

    O soluço

    Da mesma forma que ninguém pode comer bergamota sem ser denunciado pelo cheiro, principalmente ser for roubada, o Martel, cada vez que tomava um aperitivo, o que não era muito frequente, era traído pelo soluço. Não se embriagava, não balançava, não arrastava a língua, mas a cada um, dois ou três...
Exibindo 1 a 10 de 90 resultados encontrados
  • Página de 9
Enquete

Com a crise econômica que assola o país, muitas das novas administrações municipais estão revendo o repasse e de recursos e a própria realização dos carnavais em suas cidades. Em Bagé, ainda há indefinição sobre o carnaval de rua deste ano. O jornal Folha do Sul pergunta ao internauta se é favorável à realização neste ano da folia, mesmo com as contas municipais apresentarem uma série de problemas já divulgados na imprensa.

  • NÃO. A cidade precisa, primordialmente, resolver problemas estruturais, como recuperação de vias e projetos, bem como nas áreas de saúde e segurança, por exemplo. A festa é válida, mas neste momento, o município deve focar em ações para a retomada de seu crescimento, com a festa retornando maior em 2018.
    ( 91.9% )
  • SIM. O carnaval é a grande festa popular da sociedade. Mesmo que o município esteja enfrentando uma crise, como outras do passado, não se pode negar um evento tradicional e cultural, mesmo que este seja realizado com maior simplicidade.
    ( 8.1% )
Ver resultado parcial
Quero votar
Clique TV
Show - Guri de Uruguaiana - Bagé
Assista também:
Operação "Lenhador" prende homem acusado de liderar o tráfico de drogas na região da Campanha

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.