Bagé / RS, Domingo, 21 de Outubro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

José Brasil Teixeira | Porto Alegre/RS
Coluna: Opinião
Opinião

Uma coisa que só vendo - II



  Vocês lembram que dias atrás contei a hisstória do rapaz que teve a delicadeza de desamarrar da árvore a moça que não tinha as duas pernas  e da qual havia se servido de forma surrealista. Prosseguindo, então, naquele dia o agradecido pai da moça convidou-o para o café da manhã e começou uma boa relação com a família, que se seguiu com almoço no domingo, depois um churrasquinho assado pelo Sovendo, até que o seu relacionamento com a bicoxa passou a ser mais "afetivo", me compreendem?
  Como já estivesse íntimo dela e da família, um belo dia, cansado de carregar a namorada no colo e de dançar com ela pendurada no seu pescoço, o que não era fácil, o Sovendo contou que conhecia um marceneiro que fazia serviços torneados e de "primeira" e, quem sabe, a pobre não poderia se beneficiar com umas pernas de pau? Fez a sugestão na frente de todos. Uns se olharam, a moça se surpreendeu e acabaram aceitando. Ela era a mais ansiosa, pois fantasiava o melhor uso que daria as suas pernas "bem torneadas". Já que o marceneiro ficava em Pedras Altas, foram dali uns dias. O senhor, um velhinho respeitoso, mostrou-se cheio de dedos ao tocar os tocos de coxa da cliente, mas tirou as medidas e prometeu o trabalho para logo.
  Colocadas as pernas, rústicas e sem articulação, mas bem feitas, a moça ainda levou uns dias até sair à rua por temer cair, mas, ao fim de um mês, já andava por tudo. E logo aprendeu a dançar em casa, devagarinho e depois se esparramando. Acabou criando coragem e aceitou convite do Sovendo para irem a um baile, pois, embora deficiente, era uma mulher bonita e vistosa. Além do que tinha lá as suas fantasias e gostava de agradar a plateia. Dançaram o que deu a noite, beberam cerveja, mas o complicado mesmo foi a bicoxa se acostumar a sentar na toilete com aquelas novas pernas, um troço complicado. Enfim, em nome do prazer valia todo e qualquer sacrifício. Também foi difícil se acostumar a sentar à mesa, visto que as pernas não tinham joelho e, de vez em quando, um ”trupicava” nos seus gambitos estirados entre as cadeiras. Pior que nada, pensava ela! A solução para esse problema e para a sua vontade de dançar era passar todo o tempo enroscada e saracoteando com o seu amado, o Sovendo. Ele, que agora conseguia dançar como sabia, com a mão no quadril da moça e o minguinho de unha comprida levantado, bicho veio!
  O Sovendo, que almoçava seguido na casa da moça, que já contava piada bagaceira para o pai dela e que, além do mais, seguido "comia a merenda da moça fora do recreio", nem pensava em pedir a mão da bicoxa em casamento. E, para ela, também, estava bem daquele jeito.
  Na saída da bailanta, saíram ao passito para casa, que não era perto. E tome carícias pelo caminho. Ela feliz da vida e ele com as intenções do capeta. Então deram um jeito e foram inaugurar um amor carnal de pernas de pau, o que ainda não tinham feito. O Sovendo sentou-a num murinho que encontrou dobrando a esquina e, no lusco-fusco, ela se agarrou no pescoço dele, ele separou e suspendeu as bem torneadas e se atracaram.
  Nisso, surgem dois bêbados, os quais, ao mal verem aquela cena dele pelas  costas,  perguntaram-se:
   - Ué, o que o Sovendo faz a esta hora com aquele carrinho de mão? 

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 98 resultados encontrados
  • 20/10/2018 - Opinião

    O incômodo

    Existem manifestações humanas emanadas de ordenamentos biológicos e que criam normas, inclusive, sociais, contra as quais é inútil teorizar e rebater por que a gênese que as motiva lhes concede uma potente condição imperativa. Alimentar-se por que a fome nos comanda, procriar para conservar a...
  • 15/10/2018 - Opinião

    Dormir mal

    A verdadeira dimensão dos danos ocasionados pelos distúrbios do sono, que são muitos, talvez pudessem ser aproximadamente bem avaliada se comparada a dimensão de alguém que queixasse que nunca consegue acordar ou que acorda durante não mais que duas, três horas por dia. Já pensou o transtorno?
  • 06/10/2018 - Opinião

    Depressão magistral

    Segundo recente pesquisa tornada pública, as frequentes queixas de sintomas psicossomáticos ocorrentes em professores do ensino fundamental e médio poderiam ser atribuídas ao stress - vala comum para sofrimentos vagos ou escondidos e pouco definidos - mas que merecem uma análise mais acurada,...
  • 29/09/2018 - Opinião

    Doação de órgãos, sua evolução e seu percalço

    José Brasil Teixeira-Médico

    No longo trajeto percorrido na questão dos transplantes, desde o dr. Barnard aproximados 50 anos atrás quando fez o primeiro transplante de coração na África do Sul, passando pelo dr. Zerbini, pioneiro no Brasil, até o estado atual que coloca o nosso Estado em...
  • 22/09/2018 - Opinião

    A responsabilidade  do ídolo

    José Brasil Teixeira-Médico 
      Vivemos em um tempo no qual é muito fácil tornar-se e, muito mais que isso, ser feito ídolo de massas e já com polimento. A mídia escrita, falada e televisada e a exposição massiva e frequente, associada à sugestão de excelência que é feito cérebro adentro de...
  • 15/09/2018 - Opinião

    Neurociência e violência



    José Brasil Teixeira - Neurologista 
    Em que pese os retrocessos como parte integrante dos nossos caminhos, é notório para muitos deles onde a humanidade caminha para a frente, com espetaculares avanços que a tornam mais viável à cidadania, à civilidade, à saúde, à...
  • 07/09/2018 - Opinião

    Raízes da corrupção

    José Brasil Teixeira-Médico   Aquilo que é parte da cultura de um povo, de uma sociedade ou de um país, de tanto ser repetido no dia a dia das pessoas, por habitual passa a ser normal. Quando algo é feito com regularidade nos universos – quarteirão, bairro, nas faixas da sociedade, nas...
  • 01/09/2018 - Opinião

    A arte ideal da política


    José Brasil Teixeira -médico   À conduta humana, pessoal e/ou coletiva, bastariam as tábuas de Moisés a balizar os atos de relação do universo interpessoal e seu entorno, pois nada mais são do que tábuas de princípios comuns, morais e éticos. Da mesma forma, nos códigos que regem...
  • 20/02/2015 - Opinião

    Verídicas!


    Principalmente esta primeira, que um informante idôneo me ligou para contar. Aconteceu na Terra do Ouro, que, como se sabe, já forneceu personagens insólitos e fatos não menos verdadeiros.
    Há pouco dias chegaram no Pronto-Atendimento do hospital daquela cidade, uma avó e uma mãe apavoradas,...
  • 13/02/2015 - Opinião

    A turca Glória

    A vida noturna menos sóbria em Bagé, num tempo que se pode chamar ainda de contemporâneo para quem está na casa dos sessenta e muitos, como eu, conheceu alguns pontos principais na zona do meretrício, que desapareceu por falta de razão de ser, quando essa zona era situada na "baixada". Pontos...
Exibindo 1 a 10 de 98 resultados encontrados
  • Página de 10
Clique TV
Óptica Bagé - Dia dos Pais
Assista também:
Santa Edwiges - Dia dos Pais
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

SONHOS e realizações, título do texto que  Ana Maria de Souza Delabary escreveu para saudar a sua amiga e professora Lia Rejane Mendes Barcellos,...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.