Bagé / RS, Terça-feira, 28 de Maro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

César Jacinto | Bagé/RS
Coluna: Opinião
Opinião

Um ano de muitas tormentas

Afinal de contas, é o tempo que passa ou somos nós que passamos? Nossos movimentos influenciam Cronos, ou ele é quem determina nossas movimentações? As ações são voluntárias ou involuntárias? O destino existe ou o compomos paulatinamente a partir de interações? São tantas perguntas que nem sempre encontramos as respostas adequadas ou pretendidas. O que parece não mudar são as reflexões do que encerra e as projeções do que está por vir. O ano de 2016 foi revelador e confirmador na política nacional, os escândalos proliferaram e, nunca antes na história desse país, foram realizadas tantas denúncias, prisões e condenações de políticos carreiristas e empresários da propina. A consolidação da operação Lava Jato tornou-se o calcanhar de Aquiles para os corruptos e corrompidos desse país. A deposição de Dilma Roussef, num julgamento político pelo Congresso, e a ascensão de Temer assinalaram um período de transição turbulenta, mostrando que corruptos continuam ocupando importantes espaços no planalto. A suprema corte brasileira, em alguns momentos, não representou os desejos da população e tomou decisões pelo menos duvidosas. No cenário internacional, o ano que encerra deixa um saldo extremamente negativo para a humanidade. Atentados terroristas em diversos países europeus, como França e Alemanha, conflitos entre nações, principalmente na Ásia, além de guerras étnicas em alguns países, ocasionando uma ação avassaladora de refugiados, tentando chegar aos destinos mais seguros, porém, a insensibilidade de governantes pelo mundo, acabaram frustrando tais iniciativas, principalmente na Europa. A tragédia que vitimou os jogadores e comissão técnica da Chapecoense, jornalistas e tripulação, abalou o planeta e foi uma entre tantas que ocorreram no planeta, muitas delas causadas por negligência, às vezes por imperícia, outras por imprudência e, em alguns casos, pela combinação dos três, que poderiam ter ser evitados, salvando a vida de milhares de pessoas nesse fatídico ano que encerra.
As previsões são extremamente evasivas e buscam explicar o irreal, por outro lado, numa análise contextual, espera-se um ano de 2017, tanto no campo político e econômico, com muitas dificuldades no país, influenciando o recuo de investimentos em diversas áreas. A preocupação é que os programas sociais sejam afetados e a população vulnerável pague pelos desacertos da economia. Oxalá nos proteja nessa próxima jornada.

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 159 resultados encontrados
  • 23/03/2017 - Opinião

    Hulha Negra e Candiota: 25 anos de muitas histórias!

    Muita organização, mobilização, quilômetros rodados para que o dia 24 de março se tornasse um dia especial para os moradores dessas cidades localizadas na região da Campanha do Rio Grande do Sul, próximas do Uruguai, que pertenciam, até o ano 1991, ao município de Bagé, realizassem o sonho...
  • 16/03/2017 - Opinião

    Mesa de bar: 10 anos encantando com o melhor do samba

    Bagé, localizada na fronteira com o Uruguai, é uma cidade com forte tradição gaúcha na música, mas berço de músicos de diversos estilos, com marcante presença no samba, com grupos e personagens que construíram e constroem uma consistente página da arte na Rainha da Fronteira. Como historicamente...
  • 09/03/2017 - Opinião

    O empoderamento da mulher na pós-modernidade

    Inúmeras teorias e discursos da sociedade ocidental propuseram de forma dolosa marcações ao gênero feminino, que foram sendo legitimadas e incorporadas pela modernidade. Isso pode ser demonstrado pela ativista feminista francesa Simone de Beauvoir, citada pela pesquisadora Silvana Mariano no...
  • 02/03/2017 - Opinião

    A espontaneidade e a irreverência dos blocos burlescos

    O carnaval, desde suas possíveis origens, seja no Carnavale de origem romana ou nos Carros Navalis, desfiles aquáticos, sempre teve o propósito de ser um inversor de atitudes e de situações cotidianas e de sair da rotina. No Brasil, essa festa profana assume proporções dantescas e torna-se,...
  • 23/02/2017 - Opinião

    O duelo de gigantes no carnaval bageense de 1986

    O carnaval de Bagé, especialmente o de rua, possui algumas peculiaridades, que dificilmente você irá encontrar em outra localidade algo semelhante ou pelo menos parecido. Tradicionalmente, o desfile de rua sempre foi dividido em três categorias: blocos burlescos (chamados popularmente de sujos)...
  • 16/02/2017 - Opinião

    Olha o chapéu! Uma história do carnaval de Bagé

    O carnaval bageense, assim como os de outros pagos, é repleto de histórias ricas, que envolvem muitos personagens e em diversos espaços-tempo. A história que contarei é de respeito à religiosidade, independente da fé professada pelos protagonistas. Essa foi uma das minhas tantas vivências...
  • 09/02/2017 - Opinião

    A cultura carnavalesca em tempos de crise

    Sabe-se que o país vive um momento de crise, não apenas econômica, mas também política e cultural. Os produtos culturais conseguem um respaldo mercadológico, sobrevivendo com uma respiração, ainda que ofegante, perante um quadro de afogamento em seco. Mas sempre há alternativas. Nos últimos...
  • 02/02/2017 - Opinião

    Tom Jobim: a musicalidade e a genialidade do progenitor da bossa nova

    Nascido Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, no dia 25 de janeiro de 1927, um carioca da gema, que cresceu numa cidade do Rio de Janeiro ainda não tão metropolitana, começando um processo rápido de urbanização, mas ainda com uma natureza exuberante, cercada pela mata atlântica, montanhas...
  • 26/01/2017 - Opinião

    Boate Kiss: tristeza, saudade e impunidade

    Em dezembro de 2012 participei como debatedor de um painel com exposição do renomado professor doutor Amauri Mendes Pereira, do Rio de Janeiro, em evento organizado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) através do setor de ações afirmativas e Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e...
  • 19/01/2017 - Opinião

    Michele e Barack Obama forever!

    No ano de 2009 assumia o mais importante cargo da nação americana um homem negro, que no ano anterior havia despontado no cenário político ianque, ao ser consagrado nas urnas com uma votação expressiva entre os eleitores, conquistando também a maioria dos delegados no confuso sistema eleitoral...
Exibindo 1 a 10 de 159 resultados encontrados
  • Página de 16
Enquete

Reportagem publicada na semana passada divulgou a intenção, a partir do projeto de lei (PL 7126/17) que pretende conferir, ao município de Bagé, o título de Capital Nacional da Criação de Cavalos da Raça Puro-Sangue Inglês. Com essa iniciativa, o governo municipal estuda a retomada das corridas de turfe no parque Visconde de Ribeiro Magalhães, como ocorriam no passado. O jornal Folha do Sul pergunta ao internauta se aprecia essa ideia

  • SIM. As corridas sempre levam um grande público, tornando-se mais uma atração ao local, sendo que o parque já sediou as disputas no passado.
    ( 80.6% )
  • NÃO. Deve-se providenciar um local específico para as corridas, visto que o parque da Rural já sedia eventos como provas campeiras como a Semana Crioula.
    ( 19.4% )
Ver resultado parcial
Quero votar
Clique TV
Show - Guri de Uruguaiana - Bagé
Assista também:
Operação "Lenhador" prende homem acusado de liderar o tráfico de drogas na região da Campanha
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

NO JANTAR, sexta-feira, aniversário da Iara Coronel, escutei Sapíran e Maria Luísa comentar, na roda de amigos que dividiam mesa com eles, o...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.