Bagé / RS, Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

Antônio Almeida | Bagé/RS
Coluna: Cultura
Perfil: Autor de crônicas, possui influências trazidas da Oficina Literária de Alcy Cheíche. Comunicador, já teve passagem pela RBS TV e veículos de comunicação da cidade.
Cultura

Rubro entardecer (parte final)

Quando a lida cessou a noite ia longe. A luz do sol dourava toda extensão da várzea. Inquieto, o zaino emparelhou as orelhas. Ao longe, um casal de quero-quero começava a denunciar a presença de estranhos.
Negro Zefa, sempre arredio, espalmou a mão sobre os olhos e anunciou:
– Inimigos, compadre. Os mesmos que nos atacaram anteontem e lutam contra o Rio Grande.
Com a testa franzida Honorato olhou para Zefa e ordenou:
- Chama logo o Estigarribia e o Mulato.
Reunidos, Honorato, voz firme, disse aos companheiros:
– Mis hermanos, estamos em quatro e eles são uns quinze. Mesmo assim, acredito que um homem não pode ficar a vida toda, feito bicho, fugindo. Esta terra nos viu nascer é o ventre de nossas mães e o mais sagrado de todos os pavilhões. Se quiserem ir, dá tempo, eu fico e tranço ferro com eles.
– Si usted se queda, quedémonos todos – disse Estigarribia.
A peleia foi grande. Abrigados nas trincheiras da surpresa aniquilaram, de saída, quatro oponentes. Estes nem chegaram a sentir o golpe das lanças, enferrujadas, perfurando o peito. Os outros foram caindo devagar. Mulato, ao esquivar-se de um ataque, teve a cabeça partida ao meio. Uma massa cinza pincelou a espada do inimigo.
O horror da cena perturbou Zefa e Estigarribia. A desatenção, breve, custou caro. Ambos beijaram o chão pela última vez.
Honorato sentiu-se só. Tinha os olhos embaçados de suor e sangue. Viu-se acuado. Três adversários o cercavam. Cego de raiva, desesperado, avançou. Uma força avassaladora brotou de seus braços e, num só golpe, feriu de morte dois antagonistas.
Agora, estava frente a frente com o mais forte deles, pelo visto comandante do grupo. Tinha ele o rosto marcado por enorme cicatriz que iniciava abaixo do olho direito, atravessava os lábios e ia até a ponta do queixo. Era o mesmo que havia partido, pelas costas, a cabeça de Mulato. Honorato não raciocinava, agia por instinto. Uma espuma branca se formava no canto da boca. O encontro dos ferros lembrava o fogo cuspido pelas garruchas e pistolas na noite anterior. Sentiu uma ardência queimar o peito, tocou-se. Um líquido quente e grosso empapava a camisa. Percebeu que o talho era feio.
Fundiu-se na velha solingem. Certeiro, alcançou a garganta do oponente. Um esguicho de sangue saltou-lhe no rosto. A manhã seguia caminhando enquanto o sol ficava cada vez mais rubro. No imenso silêncio, só o vento, como a despedir-se daqueles gaúchos, assoviava uma milonga triste.
  
 

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 255 resultados encontrados
  • 14/10/2017 - Cultura

    Inventário Cultural em égaB

    Estive em égaB. O reino vive momentos de fervilhamento cultural. Dizem os de lá, nativos, que deve ser a primavera com todos os seus hormônios, feromônios e demais ônus, a responsável pela causação dessa profusão de coisas. No dia em que cheguei o rei odlaviD e integrantes da corte estavam...
  • 07/10/2017 - Cultura

    Bom senso

    Meu avô tinha uma estranha preocupação. Nas tantas vezes que fiquei ao seu lado ouvindo antigos causos a respeito de guerras e revoluções, lendas e histórias que invariavelmente iam dos fantasmas, moradores de antigas taperas, a mula sem cabeça e o Negrinho do Pastoreio, fui aprendendo valores...
  • 30/09/2017 - Cultura

    Mil e um Jazigos

    Não é sempre que o cotidiano nos presenteia com momentos dignos de nota. A mesmice, de tão chata, não se presta nem para maquiar o rosto e ainda assim posa de bela para os mais incautos.
    O adormecimento letárgico da cultura, de algum tempo para cá, diante das tantas mazelas vividas por nós,...
  • 16/09/2017 - Cultura

    Rubro entardecer (parte I)

    O sol poente, de um vermelho intenso, parecia pronto a despejar baldes de sangue no horizonte. De cócoras, à margem do açude, palheiro no canto da boca, João Honorato amolava a velha solingem. A pele enegrecida, cabelos escorridos, barba por fazer e um par de olhos esbugalhados davam, à face...
  • 09/09/2017 - Cultura

    Aliados

    Tá, o mundo é mundo, do jeito que é, porque em algum momento, sei lá quando, alguns pré-ancestrais do homem identificaram a necessidade de viver em grupo. Apesar dos perrengues, que a vida em grupo pode trazer, os benefícios da união eram infinitamente maiores.
    Sobreviver num ambiente inóspito,...
  • 02/09/2017 - Cultura

    Se é para o bem...

    Existe um cara com quem fiquei plenamente identificado nestes últimos dias. Dom Pedro I, esse é o cara, ele tinha feeling, o time exato do momento. Essa admiração, com certeza, é porque ele também recebeu uma carta, não foi e-mail, ultimatando-o para que deixasse o Brasil e voltasse a Portugal.
  • 24/08/2017 - Cultura

    Obrigado pelas leituras

    Antônio Almeida


    Alguém já disse: nada é para sempre. A vida acaba, as amizades acabam, as relações acabam e, como não poderia ser diferente, os espaços que ocupamos em determinados lugares também.
    Esta semana recebi a notícia de que, depois algumas dezenas, ou quem sabe centenas de...
  • 17/08/2017 - Cultura

    Um chinelo para os modismos

    Encontrei, dia desses, um candidato ao cargo de pai temporão. Para quem não sabe, temporão é aquele cara que está fora do tempo apropriado e fez tudo o que tinha que fazer na vida, namorou prá caramba, frequentou todas as festas possíveis, estudou, ganhou dinheiro, comprou o carro dos sonhos,...
  • 10/08/2017 - Cultura

    Casamento

    Tenho ouvido interessantes considerações a respeito do casamento, uma instituição antiga que tantas alegrias e confusões foi capaz de produzir ao longo de sua existência.
    O negócio é tão sério que até leis foram criadas para agregar, ao ato de junção das escovas, aspectos de legalidade, ou...
  • 03/08/2017 - Cultura

    Os buracos de égaB

    Estive em égaB neste final de semana. Lá não havia estado desde que o rei uduD deixou o trono. A bem da verdade, fiz uma visita nostálgico-sentimental. Andei por lugares que há tempos não andava. Revisitei casas, praças e me deixei ser tocado pelo mais puro dos ventos. Perdi-me em olhares e por...
Exibindo 1 a 10 de 255 resultados encontrados
  • Página de 26
Clique TV
Residencial Città di Belluno
Assista também:
Segunda edição do festival de fondue da região
Clique Social

Coluna Social

“É erro vulgar confundir o desejar com o querer. O desejo mede os obstáculos; a vontade, vence-os.”
Alexandre Herculano
 
 
Parabéns em good...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.