Bagé / RS, Terça-feira, 27 de Junho de 2017
Siga-nos:

Colunistas

Sérgio Meth | Bagé/RS
Coluna: Opinião
Perfil: Professor da Universidade Federal do Pampa - Bagé
Opinião

Solução fácil

Professor da Universidade Federal do Pampa

Estamos em meio a uma crise sem precedentes, cujas facetas múltiplas se desdobram nos mais variados aspectos da sociedade brasileira contemporânea. E não se trata apenas de mais uma crise como antes! Tivemos, anteriormente, crises econômicas, sociais, políticas, administrativas, etc. Mas esta crise é muito mais do que simplesmente isso tudo junto. Ela é, principalmente, uma crise moral. O tal “jeitinho brasileiro” deixou de ser apenas uma curiosidade simpática para se tornar um estorvo que boa parte das pessoas, pelo menos em conversas reservadas, repudiam.
Para quem duvidar os fatos estão ai no noticiário: Lava Jato, lista de Janot, etc. Os escândalos se sucedem. É um atrás do outro! Um comentário jocoso na internet mostra o quão baixa está a visão que as pessoas têm da política nacional: “Desisti do jornal, prefiro ver novela, pelo menos nela os bandidos vão presos”.
A percepção dos fatos é que, por debaixo das aparências, a sociedade brasileira demanda por mudanças, não uma simples troca de nome, como no episódio do impeachment (golpe?) ou maquiagens cosméticas que pouco resolvem.
No meio disso tudo, o governo decidiu, apesar de toda situação, fazer reformas: reforma disso, reforma daquilo. Obviamente sem mexer nos chamados privilégios dos políticos em Brasília. PEC para cá, PEC para lá. Para quem não sabe, PEC é “Proposta de Emenda Constitucional”. Num movimento inicial, o governo propôs, e conseguiu, um congelamento dos gastos do próprio governo por 20 anos, um período de tempo considerável sob qualquer ponto de vista. Onde o leitor imagina estar daqui a 20 anos? Ou melhor, daqui a um ano?
Outras propostas estão sendo feitas ao Congresso Nacional. Para piorar (diz o governo que é para melhorar!) resolvem mexer nos sistema de seguridade social, a chamada Previdência Social. Obviamente que retirando os chamados “direitos”. Mas espera aí! Vai se mexer neste sistema de mais de meio século com um governo e Congresso desgastados? Numa torrente de escândalos, não seria hora de uma auditoria na Previdência? Não! Dizem os arautos da salvação nacional em Brasília, não tem necessidade, ou pelo menos o silêncio dos mesmos diz tudo. Sendo assim, a culpa seria dos/as velhinhos/as, eles é que estariam surrupiando o dinheiro suado do povo brasileiro, não os burocratas encastelados em Brasília. Afinal, é trabalho duro engendrar a “verdade máxima” de que tudo ficará bem se trabalharmos até os 100 anos.
Não me incomodo de trabalhar, até onde eu tiver forças. Mas é preocupante que o governo queira encontrar soluções tão simplistas para o seu próprio déficit, mexendo, como sempre, com o bolso da população. Afinal, a tal Previdência Social é, no fundo, uma poupança do povo brasileiro, este mesmo povo que trabalha, labuta de sol a sol, para, às vezes, trazer um prato minguado para casa, e claro, com impostos da ordem de 50 % da renda, algo inacreditável mesmo para o tempo de Robin Hood (Idade Média). E ao escutar o noticiário, descobre-se que o governo resolveu decretar sermos nós, os trabalhadores, os culpados pela crise da má gestão dele próprio.
Um ministro nazista costumava dizer que uma mentira dita repetidamente acaba se tornando uma verdade. Talvez não esteja longe o dia em que, ao chegarmos em casa, cansados, extenuados de tanto trabalhar, ainda tenhamos que rezar e pedir perdão por sermos nós, os cidadãos brasileiros, os culpados por tudo. Tadinhos dos políticos, iremos desejar tudo de bom para eles nas nossas preces, com o coração  sangrando de culpa.

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 152 resultados encontrados
  • 12/05/2017 - Opinião

    Para onde caminhamos?

    Professor da Universidade Federal do Pampa

    Jornais são sempre interessantes. Confesso que gosto de ler desde o noticiário local até o internacional. Enfim, sou o tipo do sujeito que procura esgotar tudo o que puder de útil nas páginas da imprensa.
    Ao ler as notícias de 21 a 23 de abril, tive...
  • 13/03/2017 - Opinião

    O forno

    Que calor! Como está quente! Que forno! Os comentários variam ligeiramente, mas tudo gira em torno de um verão excepcionalmente quente. E a cada verão que passa, a temperatura sobe mais. Também os comentários são gerais de que os invernos estão menos rigorosos. Outros sinais também estão...
  • 22/02/2017 - Opinião

    Ilha da fantasia

    Nos dias de hoje, pleno Século XXI, uma guerra está em curso no Oriente Médio. Nós a vemos todos os dias na TV. Nunca a situação esteve tão ruim na Síria, um país cheio de tradições culturais e história. Em aproximadamente cinco anos de combates, tivemos cerca de um terço de milhão de pessoas...
  • 15/02/2017 - Opinião

    A miragem

    Nem sempre aquilo que parece ser é realmente aquilo mesmo. Particularmente em Economia, essas miragens são muito enganosas. Um excelente exemplo é a antiga política mercantilista de acúmulo de metais preciosos por um país, a tal balança de comércio favorável. Enquanto para um individuo o acúmulo...
  • 08/02/2017 - Opinião

    Esses brasileiros e suas invenções maravilhosas

    Professor da Universidade Federal do Pampa, campus Bagé

    Nos últimos 200 anos, desde a Independência, o nosso pais passou por transformações colossais. De uma colônia meramente exportadora de alguns itens primários (pau-brasil, açúcar, ouro, café, etc), despontamos como uma das maiores...
  • 01/02/2017 - Opinião

    Tá difícil

    Chegou ao final o ciclo de oito anos da administração do senhor Barack Obama no comando da nação com o maior PIB mundial. Eleito e reeleito, o senhor Obama fez História ao se tornar o primeiro afro-descendente a ocupar tal cargo. Parte do seu legado é não ter se metido em nenhuma encrenca digna...
  • 25/01/2017 - Opinião

    Qual verdade interessa?

    Situações complicadas parecem se repetir ao longo da história brasileira. Aqueles que gostam de história poderiam nos lembrar o distante episódio do atentado contra o jornalista Carlos Lacerda, na rua Toneleros, em Copacabana, Rio de Janeiro. Deste episódio sairia a crise institucional que...
  • 18/01/2017 - Opinião

    Intolerância e evolução

    Ao longo da História humana temos tido todo tipo de correntes de pensamento. Na maior parte do tempo daquilo que entendemos como civilização ocorreu o predomínio de uma determinada linha, muitas vezes, imposta pela força bruta ou na base de argumentos sem nenhuma base, além do fato de que eram...
  • 29/06/2016 - Opinião

    O inevitável progresso

    Está no noticiário. Finalmente, iremos ter o nosso Shopping. Esperemos que com praça de alimentação, cinema e as comodidades normais nestes templos de consumo e lazer. Não será mais necessário irmos até Pelotas ou Porto Alegre para se ter acesso a um espaço de compras planejado.
    Há anos atrás,...
  • 15/06/2016 - Opinião

    Onde está o problema?

    Professor da Universidade Federal do Pampa

    Todos irão concordar que os nossos serviços públicos são bem abaixo do esperado. Nossos impostos são escorchantes e o retorno muito abaixo do esperado. Temos isto de norte a sul, do Oiapoque ao Chuí. Realmente, existem países em que a carga...
Exibindo 1 a 10 de 152 resultados encontrados
  • Página de 16
Clique TV
Delegada apresenta detalhes sobre investigação de morte de jornalista bageense
Confira trecho da coletiva de imprensa concedida na manhã de hoje, pela delegada Roberta Mariana Bertoldo da Silva, que expôs detalhes sobre a investigação da morte do jornalista bageense Tagliene...
Assista também:
Vídeo mostra acusado por morte de jornalista bageense momentos antes do crime
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

SIMPLES poema para Ernesto Wayne, por Edmundo Rodrigues, 1984. “É necessário agradecer-te, agora e sempre,  esse teu verso de verdade. Lascas...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.