Bagé / RS, Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Quem ganha na briga entre os poderes

Quem ganha não sei. Sei quem perde. Como sempre, nós, os brasileiros. E aqui não vai nenhum juízo de valor. Aqui está inserido aquilo que deveria ser os bons princípios da democracia: O respeito entre os poderes. É exatamente o que não tem acontecido. Ao contrário, o que estamos sentindo é a falta de respeito. Após chuvas e trovoadas, entra a “turma do deixa disso”. Tudo movido por um cidadão, filho do presidente, cujo mandato lhe permite elogiar ou criticar, sem deixar de transparecer que está “a mando” de alguém. Por ser filho de Jair Bolsonaro, é “óbvio ululante”, como diria Nelson Rodrigues, que tudo recaia no pai. O que a oposição opina, baseada nos fatos, é absolutamente democrático. É o papel da oposição. Agora, quando a verborragia é usada pelas próprias forças que compõe a base do governo, aí tem algo que vai mal. Que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tem usado o espaço político com maestria, não resta dúvida para ninguém. E aqui não vamos analisar as causas, mas, sim, os efeitos. Rodrigo vinha sendo o articulador do governo no que diz respeito às reformas. E isso ele vem afirmando desde que assumiu a presidência da Câmara. Sua força política é incontestável, inclusive, conseguiu se reeleger. Se ele estava articulando a aprovação das reformas, qual a causa que buscaram brigar com ele? Foi um gol contra. Acontece que os companheiros de Câmara, que o elegeram, não estão satisfeitos com a atuação do governo. Eles querem saber quando seus pares ocuparão espaços no governo que até agora havia ficado só na promessa. Eles queriam a reforma da previdência dos militares para que junto a dos civis fosse votada na Câmara. No último dia, foi enviada com alguns itens que não agradaram os deputados da própria base. E aí, sem resposta do governo e sendo cobrado diariamente pelos seus colegas, deputados, que o elegeram, afirmam que “não mais será o articulador das reformas”. Sem deixar de lembrar que a gota d’água foi provocada pelo vereador, filho do presidente da República. Ora bolas, é difícil de acreditar que um vereador tenha essa força e consiga colocar em choque os presidentes da República e da Câmara. A não ser, como é, sendo o vereador filho de Jair. Poucos acreditam que suas declarações não sejam levadas pelo caminho que o próprio pai assim determinou. Pois bem, agora começa o trabalhão para apagar o incêndio causado. Trabalho duplo. O primeiro deles, parece está acontecendo: Bolsonaro vai tentar calar o filho vereador; o segundo, é quem será o articulador.

Ministros da Casa Civil e da Fazenda em ação
Creio que nada é da cabeça dos ministros. Tudo foi combinado entre os ocupantes do núcleo duro do governo e do presidente da República. “Governo vai nomear cargos de segundo e terceiros escalões nessa semana”. Ministro da Casa Civil tenta melhorar relação com o Congresso para aprovar reforma da Previdência. Decreto que cria regras para indicação a cargos comissionados não impede que as escolhas sejam feitas por parlamentares, só exige maior qualificação. “A articulação política está a cargo do chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que já avisou os deputados sobre nomeação, obedecendo os seguintes critérios: maior qualificação profissional, experiência pública e atender as normas da Lei de Ficha Limpa”. E aqui vem a “exceção”. Sempre tem um porém, se o indicado pelos partidos ou pelos deputados, não preencher as exigências, o ministro da Casa Civil poderá abrir uma exceção. Quanto ao articulador, junto ao presidente da Câmara, foi escolhido Paulo Guedes, que até aqui havia transitado muito bem. Ou seja, Jair Bolsonaro não quer conversa com Rodrigo Maia. Quem fica mais forte, junto ao governo, é Lorenzoni, em cujas mãos estará a decisão se abrirá exceção ou não. Mas aí tem um porém (aqui é uma interpretação minha). Se o indicado pertencer a algum grupo, cujo montante de votos seja expressivo, está aberta a exceção. O que está em jogo é a aprovação da reforma da Previdência e para tal precisam ultrapassar 300 votos. O que ainda está sendo elaborado é o compromisso de que “após ser aprovada a reforma”, o governo não dispense os ocupantes dos cargos. Mesmo que Bolsonaro não se encontre com Rodrigo Maia, uma coisa é certa. Ele tem que calar o filho vereador. E aí fica a pergunta: Se calar, fica a confirmação de que era ele que comandava o filho. Se não calar, a reforma corre risco de não ser aprovada. Pelo menos, na proposta original. Se correr o bicho pega, se parar o bicho come. Concordam ou não?

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1986 resultados encontrados
  • 26/06/2019 - Política

    Terminada uma eleição pensam na próxima

    Isso é normal em política. Difícil é encontrar o equilíbrio em um momento de crise e isso está quase tornando o país ingovernável. Todo o santo dia tem confusão. A pendenga entre o Executivo e Legislativo é palpável. Cada um quer mandar mais que o outro. Não é assim que a banda toca. Cada poder...
  • 25/06/2019 - Política

    Como tudo em política a dúvida vem à frente

    Isso gera desconfiança. Após muitos habeas corpus serem solicitados pela defesa, com negativas conhecidas, está marcado para hoje, às 14h, o futuro do ex-presidente. Retifico “estava marcado”, porque ontem já surgiu quem afirmasse que não haveria tempo para a decisão final. Colocam como dúvida o...
  • 24/06/2019 - Política

    Tudo tem acontecido em um único dia

    Quinta-feira (20) dia de Corpus Christi foi outro dia em que muitas coisas vieram à tona na Justiça e no governo federal. Começo por Pernambuco onde mais um prefeito foi preso. Para o Ministério Público de alguns estados e municípios não têm feriado. E agora não tem também dia santo. A guerra...
  • 22/06/2019 - Política

    Exemplo a ser seguido pelos políticos

    Vejo com naturalidade a ida do ministro Sérgio Moro ao Senado. Primeiro, porque é atribuição do Legislativo convocar ou convidar qualquer membro do Executivo para prestar esclarecimentos sobre possíveis denúncias tornadas públicas. Já vi muitos políticos acharem alguma forma (ou desculpa?) para...
  • 20/06/2019 - Política

    A Lava Jato teria jogado a não fazer

    Que maravilha é a democracia. Embora ainda incipiente no Brasil, mas mostrando que veio para ficar. Muita coisa já é do conhecimento da população e a função da imprensa livre está sendo cumprida à risca. Não deixa quase nada ir para debaixo do tapete. A reportagem publicada pelos jornais...
  • 19/06/2019 - Política

    Em busca do poder vale tudo

    Quantas vezes tive que usar o título acima para explicar a guerra que existe entre adversários políticos, sempre buscando o poder. Não tenho culpa se, no momento que faço força para esquecer fatos considerados graves, alguém reativa minha memória. Antigamente, o termo “vazou” era usado quando...
  • 18/06/2019 - Política

    O governo é uma usina de crises

    Nunca vi uma reforma, como a da previdência, dar tanta confusão como está dando agora. As discussões vêm acontecendo desde o momento que o projeto foi entregue na Câmara. Primeiro, a falta de articulação do governo com o Legislativo. Segundo os legisladores, o articulador do governo, Onyx...
  • 17/06/2019 - Política

    A situação se agrava e baixo nível cresce

     
    O despreparo político é tão grande que propicia que  atinjamos o fundo do poço em declarações ofensivas. E isso não é política. A arte política deveria ser o respeito mútuo. Mas, infelizmente, não é o que acompanhamos nas declarações de adversários políticos. No final de semana ultrapassamos...
  • 15/06/2019 - Política

    Muda o governo, mas a estratégia é a mesma

    O inchaço da máquina e o gasto público exagerado causaram as crises em quase todos os países que estão passando por momentos de dificuldades financeiras. Mesmo assim, os políticos brigam para conseguir se eleger a cargos executivos. Quem não sabe que a arrecadação está em queda, não acompanha o...
  • 14/06/2019 - Política

    Tempo de atar cachorro com linguiça

    É ditado antigo que me vem à mente agora, após tantas denúncias de “espionagem”, com intenções políticos-partidárias. Até meados de 1950, quando comecei a “ser gente”, costumava acompanhar todos “os comícios” realizados na praça do Povo Novo. O que me chamava atenção eram os tribunos que usavam...
Exibindo 1 a 10 de 1986 resultados encontrados
  • Página de 199
Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
Clique Social

Coluna Social

“A morte é simples mudança de veste. Somos o que somos. Depois do sepulcro, não encontramos senão o paraíso ou o inferno criados por nós mesmos”

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.