Bagé / RS, Segunda-feira, 25 de Maro de 2019
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Se não cortarem gastos não tem auxílio

A política é uma arte. Quem denigre essa arte são os corruptos. O comércio na democracia não é o comércio de compra e venda. Cada segmento político apresenta seus planos para “melhoria geral da vida da população” e não para o bolso de cada segmento político. Pois é mais ou menos isso que tem acontecido no Brasil. O toma lá e da cá é uma prática considerada por eles (políticos) como normal. É claro que tudo tem sua exceção. Alguns políticos, nem todos. No momento de crise generalizada: moral, política e insegurança, cujos orçamentos públicos não pagam as despesas exageradas provocadas por má gestão, não há outra maneira senão diminuir a máquina pública. É claro que isso propicia, muitas vezes, debates acelerados. Tem quem aceita e quem não aceita privatização. Mas não há outra maneira, senão o estado entregar a iniciativa privada, mais competente, órgãos públicos que não têm nenhuma importância na vida das pessoas. São segmentos que servem para empregar cabos eleitorais e inchar a máquina. Agora vamos separar uma coisa da outra. Existem ministérios que são considerados de “segurança”, portanto obrigação do Estado. A preocupação dos governos deveria ser um “estado mínimo necessário”. Cuidar da arrecadação fiscalizando tudo que acontece nos meios produtivos e cobrando seus impostos. A nossa crise, que vem evoluindo há um bom tempo, chegou ao fundo do poço. Então não há outra maneira senão diminuir a máquina e privatizar estatais improdutivas. Os novos governadores querem apoiar as reformas, principalmente a da Previdência, em troca de benefícios da União. Mas a União está quebrada. Sua dívida já ultrapassou a marca de trilhões. Ao invés dos governadores irem a Brasília de “chapéu na mão”, deveriam, isso sim, exigir o “encontro de contas”. Os estados produtores e exportadores, certa feita, foram prejudicados pela Lei Kandir. O governo central, a fim de ter competitividade lá fora, na venda de seus produtos, isentou as exportações do pagamento de impostos. Mas não doou somente a parte que lhe pertence. Doou o que não lhe pertencia: o percentual dos estados e municípios. Ora, então é fácil realizar um encontro de contas. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já acenou com essa possibilidade. Ele pode pautar, antes da votação da reforma da Previdência, um projeto que está “engavetado” há muitos anos que trata do tema. A União, é claro, não quer. Terá que pagar a conta que ela mesmo criou. Pois é, mas não pode simplesmente criar a lei. Tem que colocar algumas cláusulas que impeçam os Estados de gastar com aumento da máquina pública. Ao contrário terá que diminuir sua máquina. Aí sim, equilibrando as finanças, poderá sobrar alguns pilas para infra estrutura, tão necessária para o crescimento econômico. O jogo está começando. O tempo está passando. E o Congresso será responsável pelas mudanças. Que não se omita em tema tão importante para a cidadania. Geração de empregos ajudaria na arrecadação da Previdência. É um longo caminho, mas tem que começar já. Por inexigibilidade (Dr. Aberto) de outra conduta. Certo?

PF FAZ BUSCAS E PRENDE PAULO PRETO
A prisão da Paulo Preto, considerado um dos operadores que captou recursos para o PSDB, foi preso na manhã de ontem,  terça (19), em São Paulo. Já foi enviado para a prisão de Curitiba. Vai se encontrar com Lula. Mas não ficou só nisso. A polícia cumpriu mandado de busca e apreensão em endereços do ex- senador Aloysio Nunes, também do PSDB. Cumprindo mandados de prisão (Paulo) e apreensão (Aloysio), expedidos pela Vara Federal de Curitiba, 46 policiais atuaram para cumprir determinação da Justiça. Em nota, a PF informou que “o objetivo da ação é apurar a existência de um complexo e sofisticado método de lavagem de dinheiro envolvendo o repasse de quantias milionárias ao chamado Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, por meio da atuação de operadores financeiros, entre os anos de 2010 a 2011, para que a empresa irrigasse campanhas eleitorais e efetuasse o pagamento de propina a agentes públicos e políticos no Brasil”. A pergunta que fica: Até que ponto as pessoas em apreço deixaram provas em seus escritórios ou suas contas, por tanto tempo, sem esconder a prova do crime? Acontece que Aloysio desfrutava do foro privilegiado, durante seu mandato como senador. É isso que tem que acabar. Para tal basta seguir a Constituição, que determina, em um de seus artigos: "Todos são iguais perante a lei”. No Brasil, o país do jeitinho, uns são mais iguais que outros. Concordam ou não?

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1914 resultados encontrados
  • 25/03/2019 - Política

    Está armado o barraco na República

    Não há outra maneira de interpretar o que está acontecendo entre os poderes da República. É bate-boca de “baixo nível”, se levarmos em consideração quem está sendo protagonista. É um verdadeiro barraco. Pelo menos, até agora, ao que se saiba, nenhuma lembrança da “mãe” no bate-boca. Mas,...
  • 23/03/2019 - Política

    A prisão de Temer conflita o Judiciário

    Quando se trata de interpretação das leis, sempre acontece o debate. Não fosse assim não teríamos acusadores e defensores. E aí entra o grande problema que tenho detectado em interpretações judiciais. Todo o leigo, por ser leigo, pode contrariar decisões judiciais? Ora bolas, para nós leigos,...
  • 22/03/2019 - Política

    Quem pratica o mal não pode esperar o bem

    Esse é um ditado antigo, que alguns atribuem às religiões, que vale para o momento. Me veio à mente após ser concretizada a prisão de Temer e Moreira Franco. Não sei quanto tempo eles permanecerão na cadeia. Nem importa para o momento. O que importa é que mostra que as instituições continuam...
  • 21/03/2019 - Política

    O trem da corrupção saiu dos trilhos

    Como procurei um título para a coluna de hoje. O que me veio à mente foram os antigos descarrilamentos de trens de passageiros e ou de cargas. Até que os profissionais da viação férrea conseguissem liberar os trilhos levava um bom tempo. Pelo que se observa hoje, com as instituições funcionando...
  • 20/03/2019 - Política

    Briga pelo poder e briga de beleza

    Não lembro de nada semelhante como o que está acontecendo agora. Tem encrenca em tudo que é setor da atividade política. A briga pelo poder é constante. Dentro dos próprios partidos que ajudam eleger presidentes, governadores e prefeitos, as correntes partidárias criam mais confusão entre si, do...
  • 19/03/2019 - Política

    Olavo de Carvalho não muda de lado

    Ele é convicto defensor da democracia. Embora, em alguns momentos, seus comentários dê a impressão que é defensor da ditadura. Ele sempre defendeu o direito de todo o cidadão se manifestar. Quando criticou o governo Lula, mostrou antecipadamente no que poderia dar. E deu. Ele saiu do Brasil há...
  • 18/03/2019 - Política

    Quem tem medo de fiscal é sonegador

    É um tema antigo que vem à tona em momentos de crise. Vamos começar pela corrupção. Ela é nova? Foi criada de uma hora para outra? Ela vem sendo gerada desde a reunião entre os “ministros” com Jesus, segundo afirmam os estudiosos. Quando Judas teria "vendido" Cristo, recebendo em moedas da...
  • 16/03/2019 - Política

    Quem mandou matar Marielle? Eis a questão

    É a pergunta que já está se tornando comum, mas necessária. Parece que não vai parar tão cedo, pelo menos, enquanto não descobrirem o mandante. É bom que descubram para evitar a exploração política e a velha guerra entre o “bem e o mal”. O PSOL, partido que abrigou a combativa vereadora,...
  • 15/03/2019 - Política

    Galo torto não desconfia sem motivo

    Muitos temas propiciam desconfiança porque lhes dão motivos. Assim é a vida. Ninguém é obrigado a representar papel de Pedro Bó, o idiota criado por Chico Anysio, que a tudo respondia com ah é, é? Justificativas para acidentes com morte de gente importante, sempre causam desconfianças. O que é...
  • 14/03/2019 - Política

    O jogo é duro. Nada que cargo não resolva

    Gosto de comparar ações políticas com samba e futebol. Eu entendo que é a maneira de usar minhas preferências profissionais, no sentido de não ser muito “duro” com as decisões políticas. Pois bem, acredito que o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, entrou em meu jogo ao afirmar: "Reforma...
Exibindo 1 a 10 de 1914 resultados encontrados
  • Página de 192
Clique TV
IMPOSTO DE RENDA | DICAS, MITOS E VERDADES
Assista também:
Carnaval| Café com a Redação
Clique Social

Social

Divulgação/FS

“Tiramos pesados fardos das costas ao nos afastarmos da esterilidade dos vazios de espírito”.
MP
 
Comemoração FIT
Salve, salve queridos...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.