Bagé / RS, Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Até agora festa, a partir de agora realidade

Antes de mais nada devo esclarecer que me desliguei do mundo entre os dias 31 de dezembro e 1º de janeiro. Aliás, como faço há muito tempo. As festas de fim de ano me deprimem pelas aparências que representam. E aí entra novamente o carnaval. Joãozinho Trinta, o grande carnavalesco do passado, deixou uma frase que, sempre que posso, reproduzo: "Quem gosta de miséria é intelectual, o pobre gosta de luxo”. Como não me considero intelectual, estou mais centrado no lado de cá, deveria gostar do luxo. Mas não. Respeito todos os que adoram as pompas. A beleza dos filmes, dos programas de televisão e das festas de final de ano. As festas onde são gastos milhões de reais, em um país que está endividado até a medula. A estratégia que sigo é “me isolar do mundo” durante as festas. E não é que não goste do convívio familiar. Quase sempre nos reunimos na “calçada” de meu bairro, com familiares e vizinhos, para o abraço amigo. Agora, assistir os fogos de artifícios nas principais capitais do mundo não faz meu gênero. A primeira coisa que vem à minha mente são perguntas que já se tornaram corriqueiras: Quanto gastaram? Quem pagou? E aí a mente começa a imaginar o que poderia ser feito com o valor gasto, se aplicado em outras áreas. Como nada tenho que ver com o dinheiro alheio, prefiro não assistir o “espetáculo pirotécnico”. Agora, no dia seguinte tomo conhecimento dos festejos de final de ano pela imprensa escrita do mundo inteiro. No caso brasileiro, que é que me interessa no momento, tivemos duas festas: A passagem de ano e a posse dos novos governantes. Para mim, defensor ferrenho da democracia, a passagem de governo, na União e Estados, foi a continuação do desejo da maioria dos brasileiros. Então, ontem, primeiro dia útil do ano, abri o computador para saber o que a imprensa divulgou da posse de Bolsonaro, bem como de todos os governadores. Alguma novidade?
  Corte de gastos e combate aos criminosos
Foram a tônica de todos os empossados. Até dos que foram reeleitos. Mas isso é o óbvio ululante (Nelson Rodrigues). E, não é por desejo próprio, mas, sim, pela necessidade. Como diria do Dr. Abero: "pela inexigibilidade de outra conduta”. Se não há dinheiro para lubrificar a máquina pública, tem que diminuir seus gastos. E isso foi pauta principal da campanha eleitoral, em todos os níveis. Nada melhor que reforçar o que foi prometido em campanha. Porém, e sempre tem um porém, alguma promessa é cumprida, outras esquecidas. O que faz parte do jogo. Alguma reclamação da oposição não pesa nada neste momento. A sua atuação será comentada durante os mandatos. O que foi reclamado são resquícios da campanha eleitoral. Agora, o que foi prometido na campanha, será ou não cumprido, dependendo do caixa central. Ou seja, dependendo de nós consumidores. Estados irão diminuir a máquina pública. É um bom princípio. Mesmo porque se assim não procederem estão sujeitos ao fracasso. A União empossou 22 ministros. Pouco para a necessidade, mas importante para construir uma base legislativa que dê suporte às mudanças. Combater a corrupção, a criminalidade e fazer valer a autoridade, é algo pelo qual os novos governantes empossados foram eleitos. Não há novidade. O que esperei escutar e não foi enfatizado pela imprensa é uma redução, de cima a baixo, do gasto público. Se prometeram glosa no orçamento, “que atinja todos os três poderes”. Mas isso é anticonstitucional, dirão algumas mentes “privilegiadas”. Eu sei, por isso deve ser negociado na composição da base de governo. Não é possível que todos paguem a conta, menos o Executivo, Legislativo e Judiciário. E aqui, creio, irá residir o grande problema dos executivos empossados. Acontece que ninguém quer perder o que consideram “direitos”. Ora bolas, se o caixa é único e quem abastece o caixa são os contribuintes por que não enquadrar os repasses para os poderes baseados na arrecadação? O percentual será sempre o mesmo, mas sobre o que for arrecadado. Esse compromisso não li em nenhum jornal de ontem. Como sempre faço, pouca coisa terei a comentar, ou criticar, antes de três meses de governo. Mas estarei atento aos indicadores econômicos. No português bem claro: quanto foi arrecadado e quanto foi gasto. Se conseguirem enquadrarem a despesa na receita, já estará de bom tamanho. Para começo de conversa. Concordam ou não?  

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1986 resultados encontrados
  • 26/06/2019 - Política

    Terminada uma eleição pensam na próxima

    Isso é normal em política. Difícil é encontrar o equilíbrio em um momento de crise e isso está quase tornando o país ingovernável. Todo o santo dia tem confusão. A pendenga entre o Executivo e Legislativo é palpável. Cada um quer mandar mais que o outro. Não é assim que a banda toca. Cada poder...
  • 25/06/2019 - Política

    Como tudo em política a dúvida vem à frente

    Isso gera desconfiança. Após muitos habeas corpus serem solicitados pela defesa, com negativas conhecidas, está marcado para hoje, às 14h, o futuro do ex-presidente. Retifico “estava marcado”, porque ontem já surgiu quem afirmasse que não haveria tempo para a decisão final. Colocam como dúvida o...
  • 24/06/2019 - Política

    Tudo tem acontecido em um único dia

    Quinta-feira (20) dia de Corpus Christi foi outro dia em que muitas coisas vieram à tona na Justiça e no governo federal. Começo por Pernambuco onde mais um prefeito foi preso. Para o Ministério Público de alguns estados e municípios não têm feriado. E agora não tem também dia santo. A guerra...
  • 22/06/2019 - Política

    Exemplo a ser seguido pelos políticos

    Vejo com naturalidade a ida do ministro Sérgio Moro ao Senado. Primeiro, porque é atribuição do Legislativo convocar ou convidar qualquer membro do Executivo para prestar esclarecimentos sobre possíveis denúncias tornadas públicas. Já vi muitos políticos acharem alguma forma (ou desculpa?) para...
  • 20/06/2019 - Política

    A Lava Jato teria jogado a não fazer

    Que maravilha é a democracia. Embora ainda incipiente no Brasil, mas mostrando que veio para ficar. Muita coisa já é do conhecimento da população e a função da imprensa livre está sendo cumprida à risca. Não deixa quase nada ir para debaixo do tapete. A reportagem publicada pelos jornais...
  • 19/06/2019 - Política

    Em busca do poder vale tudo

    Quantas vezes tive que usar o título acima para explicar a guerra que existe entre adversários políticos, sempre buscando o poder. Não tenho culpa se, no momento que faço força para esquecer fatos considerados graves, alguém reativa minha memória. Antigamente, o termo “vazou” era usado quando...
  • 18/06/2019 - Política

    O governo é uma usina de crises

    Nunca vi uma reforma, como a da previdência, dar tanta confusão como está dando agora. As discussões vêm acontecendo desde o momento que o projeto foi entregue na Câmara. Primeiro, a falta de articulação do governo com o Legislativo. Segundo os legisladores, o articulador do governo, Onyx...
  • 17/06/2019 - Política

    A situação se agrava e baixo nível cresce

     
    O despreparo político é tão grande que propicia que  atinjamos o fundo do poço em declarações ofensivas. E isso não é política. A arte política deveria ser o respeito mútuo. Mas, infelizmente, não é o que acompanhamos nas declarações de adversários políticos. No final de semana ultrapassamos...
  • 15/06/2019 - Política

    Muda o governo, mas a estratégia é a mesma

    O inchaço da máquina e o gasto público exagerado causaram as crises em quase todos os países que estão passando por momentos de dificuldades financeiras. Mesmo assim, os políticos brigam para conseguir se eleger a cargos executivos. Quem não sabe que a arrecadação está em queda, não acompanha o...
  • 14/06/2019 - Política

    Tempo de atar cachorro com linguiça

    É ditado antigo que me vem à mente agora, após tantas denúncias de “espionagem”, com intenções políticos-partidárias. Até meados de 1950, quando comecei a “ser gente”, costumava acompanhar todos “os comícios” realizados na praça do Povo Novo. O que me chamava atenção eram os tribunos que usavam...
Exibindo 1 a 10 de 1986 resultados encontrados
  • Página de 199
Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
Clique Social

Coluna Social

“A morte é simples mudança de veste. Somos o que somos. Depois do sepulcro, não encontramos senão o paraíso ou o inferno criados por nós mesmos”

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.