Bagé / RS, Domingo, 09 de Dezembro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

A criatividade dos compositores brasileiros

Para quem acompanha o dia a dia da política, não só focado nela, mas em outros segmentos vai concordar com um dos temas de hoje. Eles tiveram reflexos na ditadura. A censura da imprensa foi combatida por muitos segmentos que defendem a democracia. Os chargistas foram importantes com suas críticas subliminares (nem tanto às vezes) que iam mostrando aos leitores o que estava acontecendo. Muitos deles foram presos, outros tiveram suas charges apreendidas junto com os jornais que as publicavam. Compositores criavam as letras de suas músicas, enfatizando o que acontecia no Brasil. Também foram censurados e sua músicas proibidas de serem tocadas em emissoras do país. Alguns deles criticavam a ditadura daqui e elogiavam as ditaduras de Cuba e Rússia. Estes não eram democratas. Eram políticos usando as letras de protesto para enaltecer as ditaduras ditas de esquerda. A nossa, para eles, era ditadura de direita. Muitos deles, ao voltar à democracia, continuaram a defender os ditos partidos de esquerda. O que no regime democrático é absolutamente normal. Cada um tem direito a ser simpatizantes do partido que quiser. Pois bem, mas tivemos muitos compositores, que estão ai até hoje, que enfatizam o combate à miséria em letras e músicas inteligentes. Eles culpam a corrupção, ou seja, o desvio de dinheiro público, como propulsores da pobreza e incentivadores da criminalidade. Na década de 80, Bezerra da Silva lançou um samba que é sucesso até agora, que refletia muito bem o que estava acontecendo: “É ladrão que não acaba mais”. Ele aborda desde a chegada de Cabral ao Brasil. Por que estou abordando novamente o mesmo tema? Primeiro, porque sou repetitivo. Segundo, porque a letra da música continua bem atual. E, finalmente, pelo que motivou os temas de hoje. Manchete do Correio Brasiliense de ontem.
Esquema de corrupção na Saúde do DF Operação “Conexão Brasília”, determinada pela Justiça, cumpriu 44 mandados de busca e apreensão e 12 prisões na Capital Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. Em princípio, o valor apurado é de mais de R$ 2 bilhões. Valor, segundo a promotoria, que pode ir mais longe. A suspeita que gerou a ação foi atas fraudadas pelas secretarias de Brasília e Rio. As respectivas pastas da Saúde teriam adquirido próteses e órteses, “com valores superfaturados de empresas fantasmas investigadas até mesmo pela operação Lava Jato”. Todo o trambique e a fraude nas atas, foi direcionada à empresa HMED, que é fantasma, ou seja, não existe. A desconfiança das autoridades foi motivada pelas datas em que foi intensificada a licitação, de 20 de novembro a 6 de dezembro, durante o feriado de final de ano, em 2012. A quantidade das próteses adquiridas dá para suprir a demanda até 2056. Pois bem, mas aí vem a prova final que embasou a ação de ontem: Em 2013, as Secretaria de Saúde solicitou a compra com urgência de prótese. Pronto, fechado o esquema de corrupção. Para que comprar um produto, cujo estoque anterior daria para suprir a demanda até 2056? Qualquer cidadão poderia desconfiar. No momento em que estão faltando medicamentos necessários na rede pública, ir às compras para adquirir produtos que deveriam estar em seus estoques, é claro que o bicho pegou. Por isso, me lembrei do refrão do samba do Bezerra: “Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão”.
  Carlos Bolsonaro é cópia fiel do pai
O vereador do Rio, Carlos Bolsonaro foi mais uma vez notícia nacional. Afirmou que “a morte de Jair interessa aos que estão muito perto”. Atirou sujeira no ventilador. Perguntado sobre a postagem do filho, o presidente eleito saiu pela tangente: "Quando eu recebi a facada estava muito próximo de mim o elemento”. Isso fecha direitinho com minha desconfiança no dia do atentado, contra o então candidato Bolsonaro. Não entrou na minha cabeça, que é muito dura e desconfiada, a falha da segurança. Principalmente que havia, segundo a Polícia Federal, muitos policiais federais escalados para fazer a segurança de “todos os candidatos”. Se o atentado fosse realizado com arma de fogo de longa distância era até aceitável. Mas com faca? A afirmação do filho do presidente deixa dúvida que varia em sua interpretação. Muito próximo é em referência à facada, ou muito próximo quer dizer gente que o cerca? Eis a questão. Concordam?  

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1830 resultados encontrados
  • 08/12/2018 - Política

    Nada melhor do que dar tempo ao tempo

    O Congresso Nacional não prega um prego sem estopa. E quando da para atingir dois objetivos com uma só decisão melhor ainda. No caso, acredito que tenha atingido mais de dois. Lembram quando o novo presidente Bolsonaro deu a entender que não gostaria que o aumento do Judiciário fosse votado este...
  • 07/12/2018 - Política

    A Câmara legaliza o excesso de gasto

    Agora sim liberou geral. A Lei de Responsabilidade Fiscal foi umas das leis que a população aprovou, ou pelo menos não criticou, quando o Congresso a criou. Foi sancionada no início do ano 2000 e tinha por objetivo controlar o gasto público na União, Estados e Municípios. Determinava o...
  • 06/12/2018 - Política

    Pedido de liberdade de Lula é adiado

    Aqui cabe uma análise para a qual não precisa ser especialista. Basta estar a par dos acontecimentos. A defesa de Lula entrou na Justiça, pedindo duas coisas. Em primeiro lugar, questionando a “possível” parcialidade de Moro, no julgamento ao qual Lula foi condenado. Como argumento, usou a...
  • 05/12/2018 - Política

    Esgotei meu estoque de ministros

    Coisas da política. O jornalista, escritor e filósofo Olavo de Carvalho, tido como uma cabeça pensante no movimento que levou Bolsonaro ao poder, concedeu entrevista que considerei importante para reproduzir, em parte, sua opinião. Ele foi cogitado para ocupar um ministério no governo que será...
  • 04/12/2018 - Política

    A flor também tem seus espinhos

    O que seria do verde se não fosse o branco? É um velho adágio popular que sempre é lembrado por alguém para mostrar as diferenças, inclusive, de opiniões. E na política não é diferente. Como é salutar o contraponto. Cada um interpreta os fatos de maneira distinta. E isso é a essência da...
  • 03/12/2018 - Política

    A euforia eleitoral exige decisões sérias

        A vitória maiúscula de Jair Bolsonaro continua com o tempero da esperança em melhoras. O que é salutar. O cidadão quer viver tranqüilo e com o mínimo necessário para sua sobrevivência e o da sua família. Quer ter acesso à saúde e escola. À medida que as festas de final de ano estão...
  • 30/11/2018 - Política

    Outro sacerdote da Medicina nos deixou

    Quem escolheu a Medicina como profissão vai entender o que o título acima está afirmando. A evolução tecnológica tem aprofundado conhecimentos técnicos sobre a saúde do cidadão. A medicina atual difere, em parte, da praticada antes da evolução técnica. Hoje, as máquinas facilitam a identificação...
  • 29/11/2018 - Política

    Como tem gente que joga para a torcida

    Foi notícia, ontem, em quase todos os jornais brasileiros a informação que me propiciou a coluna de hoje. "ANP quer saber de distribuidoras por que preços de combustíveis não caem”. Pelas contas da ANP, o litro dos combustíveis nas refinarias da estatal ficou R$ 0,46 mais barato, de 18 de...
  • 28/11/2018 - Política

    Bolsonaro é contra o Revalida

    Ninguém pode negar que o novo presidente é acostumado com polêmica. Durante seus mandatos de deputado, sempre provocava com suas declarações, a reação de adversários políticos. Nunca se negou a dar sua opinião, algumas “estapafúrdias”, que provocava a ira dos adversários. Contudo, não se...
  • 27/11/2018 - Política

    Equipe econômica defende privatizações

    Eu sei que muita gente é contra privatizações. Eles defendem o direito dos governos tomarem conta da economia. E aqui não vai nenhuma crítica ao pensamento dessas pessoas. São brasileiros com capacidade de opinar. Eles o fazem, ampliando o debate e fazendo o contraponto de quem pensa o...
Exibindo 1 a 10 de 1830 resultados encontrados
  • Página de 183
Clique TV
Óptica Bagé - Dia dos Pais
Assista também:
Santa Edwiges - Dia dos Pais
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

GESTO NOBRE da empresária Maria Inês Médici Carvalho – como todos os precederes dela – que em nome da Óptica Bagé doou relógio de marca consagrada...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.