Bagé / RS, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

A política deve ser satanizada

Em viagem a Washington, o vice- residente do STF, José Antônio Dias Toffoli afirma “Judiciário não deve satanizar políticos”. A partir dessa afirmação, interessei-me pelo corpo da matéria. Primeiro para saber o que ele estava fazendo nos Estados Unidos. Se em missão oficial ou gozando de suas férias. Foi o palestrante para professores e estudantes de direito na American University. Não sei se viajou financiado pela universidade americana ou pelo Supremo. Isso a matéria não esclarece. Creio que, quem convida, paga. Não só as despesas de viagem como o ”cachê” do palestrante. Talvez o convite tenha sido formulado porque ele vai assumir a presidência do Supremo em setembro, substituindo Cármen Lúcia. “Poder Judiciário tem que ter prudência na sua atuação, já que, se nós quisermos não só moderar os conflitos da sociedade, mas se quisermos ditar o que é o futuro da sociedade, sem ter o poder político representativo, nós estaremos cometendo um grande equívoco. Nós, juízes, não temos que satanizar a política ou os políticos, porque ali é a seara do jogo democrático”. Bueno, a partir daí, tiro minhas conclusões que não se distanciam tanto assim do que tenho expressado. Quem elege os componentes das cortes superiores são os políticos. Aprovando ou não um dos três nomes indicados pelo voto de suas instituições representativas: OAB, CNJ, associação dos juízes ou outra qualquer na qual o candidato é vinculado. Porém, e sempre tem um porém, o presidente da República é quem escolhe um dos três nomes mais votados, não necessariamente o mais votado e submete à aprovação do Congresso.  E aí, para mim que sou leigo, começa o problema. Ao serem sabatinados já ficam um tanto comprometidos com os legisladores da nação, que são escolhidos por nós, eleitores. A independência dos três poderes fica dependente da aprovação do Congresso a um dos nomes, justamente o que foi escolhido pelo presidente da República. É neste pequeno detalhe que me apego para analisar posição de magistrados que, em diversas oportunidades, têm votado olhando a bandeira partidária de quem está sendo julgado. Isso um dia terá que mudar. Para início de conversa, temos que analisar os candidatos em quem vamos votar. Não repetir voto é um bom começo. Ou não?

Muitas vezes, a burocracia causa desistência

Talvez alguns leitores já nem lembrem mais das perdas causadas pelos planos econômicos dos governos nas décadas de 1980 e 1990. Alguns até porque nem tinham poupança. Outros, porque, pela demora, se desinteressaram de seguir buscando seus direitos. Agora, os poupadores que entraram na Justiça tem em mãos a decisão final, determinada pelo Supremo. Manchete de ontem no CB: “Com acordo, poupadores terão plataforma on-line para recuperar perdas de planos”. O ministro Ricardo Lewandowski  homologou, na quinta feira, o acordo firmado entre as partes. Só poderão aderir ao acordo quem entrou na Justiça até o final de 2016. Quem não entrou, bailou. Segundo o advogado do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, Walter Moura, com a homologação, as partes envolvidas estão trabalhando para que a decisão entre em funcionamento no máximo até abril. Agora, têm cláusulas no acordo que poderão complicar, ainda mais, a vida dos poupadores lesados pelos planos econômicos. Pelo sistema, o pagamento da indenização à vista ou da primeira parcela deve ocorrer em até 15 dias após a validação da habilitação do poupador. O banco terá até 60 dias para conferir os dados e documentos fornecidos pelo consumidor na habilitação e validá-la. Quem tiver um valor de indenização de até R$ 5 mil recebe o dinheiro à vista e sem desconto. Valores superiores terão descontos que variam entre 8% e 19%, e serão parcelados de três a sete vezes. Como uma coisa leva a outra,  lembrei-me de um processo coletivo de acionistas do Banco Sul Brasileiro, que tramita há mais de 20 anos e, ao que se saiba, ainda não foi julgado em última instância. Tudo parou quando acionistas e o banco que adquiriu o Sul Brasileiro não entraram em acordo quanto ao valor das ações adquiridas. A maioria delas era a condição, em muitos casos, imposta pelo banco para conceder empréstimos a seus clientes. O sujeito virava acionista na marra. Venderam o banco e quem comprou adquiriu o ativo e o passivo. Uma ação judicial dos acionistas propiciou ao banco que comprou defesa há uns cinco anos e, até agora, que eu saiba, nada de novo aconteceu. Quem souber algo sobre o andamento é só me avisar.       

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1831 resultados encontrados
  • 10/12/2018 - Política

    O partido do eleito sempre complica mais

    Os anos de avenida Sete me ensinaram que o partido que elege o prefeito, governador ou presidente da República é sempre quem quer mais cargos no Executivo. Quando o governo eleito não tem a maioria no Legislativo precisa construir uma para ter mais facilidade para governar. E aí começam os...
  • 08/12/2018 - Política

    Nada melhor do que dar tempo ao tempo

    O Congresso Nacional não prega um prego sem estopa. E quando da para atingir dois objetivos com uma só decisão melhor ainda. No caso, acredito que tenha atingido mais de dois. Lembram quando o novo presidente Bolsonaro deu a entender que não gostaria que o aumento do Judiciário fosse votado este...
  • 07/12/2018 - Política

    A Câmara legaliza o excesso de gasto

    Agora sim liberou geral. A Lei de Responsabilidade Fiscal foi umas das leis que a população aprovou, ou pelo menos não criticou, quando o Congresso a criou. Foi sancionada no início do ano 2000 e tinha por objetivo controlar o gasto público na União, Estados e Municípios. Determinava o...
  • 06/12/2018 - Política

    Pedido de liberdade de Lula é adiado

    Aqui cabe uma análise para a qual não precisa ser especialista. Basta estar a par dos acontecimentos. A defesa de Lula entrou na Justiça, pedindo duas coisas. Em primeiro lugar, questionando a “possível” parcialidade de Moro, no julgamento ao qual Lula foi condenado. Como argumento, usou a...
  • 05/12/2018 - Política

    Esgotei meu estoque de ministros

    Coisas da política. O jornalista, escritor e filósofo Olavo de Carvalho, tido como uma cabeça pensante no movimento que levou Bolsonaro ao poder, concedeu entrevista que considerei importante para reproduzir, em parte, sua opinião. Ele foi cogitado para ocupar um ministério no governo que será...
  • 04/12/2018 - Política

    A flor também tem seus espinhos

    O que seria do verde se não fosse o branco? É um velho adágio popular que sempre é lembrado por alguém para mostrar as diferenças, inclusive, de opiniões. E na política não é diferente. Como é salutar o contraponto. Cada um interpreta os fatos de maneira distinta. E isso é a essência da...
  • 03/12/2018 - Política

    A euforia eleitoral exige decisões sérias

        A vitória maiúscula de Jair Bolsonaro continua com o tempero da esperança em melhoras. O que é salutar. O cidadão quer viver tranqüilo e com o mínimo necessário para sua sobrevivência e o da sua família. Quer ter acesso à saúde e escola. À medida que as festas de final de ano estão...
  • 01/12/2018 - Política

    A criatividade dos compositores brasileiros

    Para quem acompanha o dia a dia da política, não só focado nela, mas em outros segmentos vai concordar com um dos temas de hoje. Eles tiveram reflexos na ditadura. A censura da imprensa foi combatida por muitos segmentos que defendem a democracia. Os chargistas foram importantes com suas...
  • 30/11/2018 - Política

    Outro sacerdote da Medicina nos deixou

    Quem escolheu a Medicina como profissão vai entender o que o título acima está afirmando. A evolução tecnológica tem aprofundado conhecimentos técnicos sobre a saúde do cidadão. A medicina atual difere, em parte, da praticada antes da evolução técnica. Hoje, as máquinas facilitam a identificação...
  • 29/11/2018 - Política

    Como tem gente que joga para a torcida

    Foi notícia, ontem, em quase todos os jornais brasileiros a informação que me propiciou a coluna de hoje. "ANP quer saber de distribuidoras por que preços de combustíveis não caem”. Pelas contas da ANP, o litro dos combustíveis nas refinarias da estatal ficou R$ 0,46 mais barato, de 18 de...
Exibindo 1 a 10 de 1831 resultados encontrados
  • Página de 184
Clique TV
Óptica Bagé - Dia dos Pais
Assista também:
Santa Edwiges - Dia dos Pais
Clique Social

Coluna Social

“Humildade para pedir perdão é prova de grandeza. Quanto menos fardos de culpa carregamos, mais leves ficamos para subir até Deus”.
MP
 
Toca...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.