Bagé / RS, Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Opinar sobre política não é fácil

Diria que não é fácil opinar sobre qualquer tema. Não me considero um analista político. O que eu comento são os fatos. Aquilo que está acontecendo hoje, mas já aconteceu no passado com outros personagens. Nada mais é que comparar decisões. Para quem acompanha as notícias com declarações de personagens políticas, fica mais fácil. Os partidos políticos, formados e que estão em formação, primeiro escolhem os caciques para depois acolherem os índios. Vai tudo às mil maravilhas enquanto estão no governo. No momento que se tornam coadjuvantes, começam as pendengas. Três matérias publicadas no final de semana dão respaldo à coluna de hoje. O Correio Brasiliense abre manchete com declaração do presidente do PSDB, em São Paulo, Pedro Tobias: "Aécio devia colocar o pijama e voltar para casa". A outra notícia que me chamou atenção foi publicada pelo Jornal do Brasil: ” Senador pede a Meirelles um favor para um amigo empreiteiro”. E a terceira manchete vem do G1: “Globo diz não à candidatura de Luciano Huck e ameaça demiti-lo”. Pois bem, vamos analisar os fatos. Quem não sabe que o PSDB está absolutamente rachado, não acompanha os acontecimentos. Alckmin e Serra, enquanto candidatos à presidência da República, não tiveram o partido coeso a seu lado. Muitas denúncias, após o pleito, foram realizadas pelo grupo que perdeu as eleições. Divergências internas as mais variadas. O até então maior líder do partido, Fernando Henrique, não apoiou Serra para presidente. As divergências internas do partido, em São Paulo, onde reside sua maior força, estão em permanente conflito. O mesmo aconteceu com o grupo liderado por Serra quando Alckmin foi candidato com apoio de Fernando Henrique. O único que teve apoio integral do partido, FHC, acabou sendo eleito. Mas não sem antes fazer uma grande composição com PFL, grupo liderado por Antônio Carlos Magalhães, que vinha dos quadros da Arena. Então, a declaração do presidente atual do diretório estadual do PSDB paulista não é nenhuma novidade. Abriu seu voto para Alckmin e afirmou que Aécio “deveria colocar o pijama e voltar para casa. Ele não está ajudando nada”. 
   
O segundo tema

O senador Cidinho Santos (PR-MT) fez um pedido inusitado ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Quer que ele redija três cartas de recomendação para a filha do empresário Arlindo Cavalca, dono de uma construtora. A jovem postula vaga em uma universidade americana de primeira linha e lá não é fácil o acesso. O interessante é que o empresário foi obrigado a depor à Polícia Federal, no final de outubro, para explicar desvios milionários em obras públicas no Estado. Apesar de o pedido já estar no ministério, Meirelles diz que ainda não chegou a seu gabinete. Pois bem, isso é apenas o começo, porque o mais grave ainda não foi explorado contra Meirelles. Ele foi o “todo-poderoso” da JBS, quando os empresários foram às compras de políticos famosos e conseguiram empréstimos e redução de tarifas que ajudaram suas empresas a chegar ao patamar de grandes produtores de carne. Ainda não está sendo explorado, mas, no momento em que ele for escolhido candidato, tudo virá à tona. Se tiver adversário “sem cola presa”, é claro que tudo será levado a público. Caso contrário, um irá abafar os problemas do outro.
O terceiro 
Nunca acreditei na possibilidade do artista global Luciano Huck ser candidato à presidência da República. A descrença tem um argumento muito simples: ganhando o que dizem que ele ganha como apresentador da Globo, mais de um milhão por mês, trocaria esse salário pelo teto máximo de 33 mil reais que a lei brasileira determina? Só louco. No lançamento de seu nome como possível candidato, pensei que fosse “jogada” da emissora, que ficou em silêncio até agora. A informação publicada pela própria Globo, dá conta que a brincadeira terminou. Essa matéria também foi enfocada pela revista Veja. Vendo as barbas do vizinho arder, ponho as minhas de molho. Eu, que já lancei minha plataforma como “candidato à presidência da República”, renuncio à intenção, com receio de que a Rádio Cultura ameace me demitir.

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1593 resultados encontrados
  • 20/02/2018 - Política

    A diferença entre o Ceará e o Rio de Janeiro

    A desconfiança em tudo que os governantes decidem (ou em quase tudo!) se fundamenta exclusivamente na diferença de procedimento. Quem não sabe que a criminalidade está cada vez mais divulgada nos meios midiáticos é porque não tem tempo ou não se interessa pelo que está a sua volta. No entanto, a...
  • 19/02/2018 - Política

    O problema do Brasil é desrespeito às leis

    O decreto de intervenção militar no Rio desperta a velha rixa entre o bem e o mal. Para início de conversa reitero que sou um democrata convicto. “Democrata radical”, como se o termo servisse de base para qualquer interpretação diferente daquilo que penso, e expresso, em defesa do sistema...
  • 17/02/2018 - Política

    A política deve ser satanizada

    Em viagem a Washington, o vice- residente do STF, José Antônio Dias Toffoli afirma “Judiciário não deve satanizar políticos”. A partir dessa afirmação, interessei-me pelo corpo da matéria. Primeiro para saber o que ele estava fazendo nos Estados Unidos. Se em missão oficial ou gozando de suas...
  • 16/02/2018 - Política

    Anatel marca reunião extraordinária

    Na próxima quinta-feira está marcada uma reunião extraordinária do conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) cujo objetivo é debater o acompanhamento do processo de recuperação judicial da OI. Dito encontro será fechado ao público “por se tratar de assunto sigiloso”. Ao...
  • 15/02/2018 - Política

    Voltamos à rotina. Na pauta: a Previdência

    Tudo o que está acontecendo no Brasil traz, em primeiro plano, a próxima eleição. Não pensem que a defesa das reformas por parte da base do governo não está inserida no receio dos parlamentares de serem “corridos” pelas urnas. Agora não se trata mais do tema em si. Agora, os parlamentares da...
  • 14/02/2018 - Política

    Carnaval: expressão da cultura popular

    Para quem assistiu, parte ou todo, às imagens do carnaval brasileiro, deve ter sentido, como eu senti, orgulho de aqui ter nascido. Não pelo espetáculo em si, mas para a verdadeira aula de história que, creio, estão ausentes em nossos bancos escolares. O espetáculo já é reconhecido no mundo...
  • 10/02/2018 - Política

    Jogar para a torcida é a prática política

    Havia escolhido, para a coluna de hoje, abordar temas relacionados ao carnaval. Somente ao carnaval. Infelizmente, decisões de governos ou de autoridades do Judiciário não me deixam margem para que ocupe todo o espaço de hoje, com a maior festa popular que é o carnaval brasileiro. A partir da...
  • 09/02/2018 - Política

    Culpar os outros é mais fácil do que assumir

    Essa prática não é nova. Todo o governo que assume, ao enfrentar a primeira dificuldade, coloca a culpa no governo que o antecedeu. É claro, se ele for de partido adversário. Se for companheiro quem recebe o cargo por voto popular, engole em seco e deixa para lá. Poucos são os casos do “fogo...
  • 08/02/2018 - Política

    Por muito menos, Vargas deu um tiro no peito

    Realmente, nós estamos mal representados no governo central. A frase que abre a coluna de hoje foi proferida por Carlos Marun. Não deveria ser levada em consideração, porque a história do Marun não merece que se perca tempo em contestar. Mas quem cala consente. O simples passado político do...
  • 07/02/2018 - Política

    Certas declarações nos levam ao passado

    Quem acompanha os movimentos políticos (partidários e eleitoreiros) não deve desconhecer certas afirmações de quem deveria ser discreto pela importância dos cargos que exerce. Presidentes da República e da Câmara. Ambos candidatos à presidência de República. Afirmam que estão aliados, mas, na...
Exibindo 1 a 10 de 1593 resultados encontrados
  • Página de 160
Clique TV
Novo Polo na Tterrasul
Assista também:
Casa & Conforto
Clique Social

Aplausos

MERECIDA homenagem vai receber Nei Mário Mércio Carneiro pelos seus 55 anos como sócio do Rotary Clube de Bagé. O evento, dia 1º de março, no...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.