Bagé / RS, Domingo, 25 de Fevereiro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Em Brasília e Bagé a lógica ganha espaço

Nada melhor que dar tempo ao tempo. Alguns temas abordados neste espaço, nos últimos anos, que levaram alguns amigos a considerar o escriba repetitivo, estão acontecendo agora. Tomo a liberdade de analisar os fatos atuais para que os leitores comparem “as previsões” anteriores com a realidade que estamos vivendo. Minha base sempre foi a Constituição que apregoa: todos são iguais perante a lei. Vamos aos fatos. Pode o Supremo mandar prender um membro do Legislativo? Se pode, por que prenderam o Delcídio e não tomaram a mesma decisão com o Aécio? Se a atribuição, como afirmou ontem o ministro Alexandre Moraes, é do Senado, contraria a decisão tomada anteriormente contra Delcídio, que foi preso, com autorização da suprema corte, mesmo tendo os mesmos direitos dos demais políticos. Vou sempre repetir que, pelo menos eu, aplaudi a decisão (grande coisa!) porque lugar de ladrão é na cadeia. O argumento que um foi preso em flagrante e o outro não, é frágil, porque se a Constituição afirma que todos somos iguais, e se o Supremo não pode interferir nos demais poderes, deveria ter lavado as mãos em ambos os casos. Alexandre Moraes foi mais longe: que o Senado pague o ônus da decisão sobre o afastamento de Aécio. Como sou leigo e uso para tudo a lógica, creio que caberia a defesa de Delcídio reivindicar o mesmo direito. Pois bem, seguindo na análise dos fatos, ontem, a defesa de Dilma, após ser publicada pela Câmara a íntegra da deleção premiada de Funaro, resolveu pedir revisão em sua cassação. O que afirmou Funaro de tão grave? Coisa que já vem sendo comentada pela mídia, nacional e internacional, de que Cunha recebeu dinheiro para comprar deputados que aprovaram a cassação da presidente. Ora, elementar meu caro Watson, se a delação foi aceita, é sinal que tem algum fundamento. É exatamente baseado nessa lógica que José Eduardo Cardozo quer anulação do impeachment. Vai conseguir? Outra afirmação que ouso tornar pública: não. O primeiro item da nota publicada pela imprensa, assinada por Cardoso é forte: “As decisões ilegais e imorais tomadas pelo ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e por todos os parlamentares, que queriam evitar a sangria da classe política brasileira”. Também me atrevi a afirmar que, caso Lula seja condenado e não puder concorrer, só resta um caminho ao PT: lançar Dilma à presidência da República, de vez que ela continua com seus direitos políticos ilegalmente aprovados pelo Senado, com o apoio de Renan Calheiros e sua equipe, aceitos por Lewandowski que presidiu a sessão. São fatos que voltam à mente após as últimas declarações. Leitura lógica!

Justiça bloqueia contas da Saúde

Esse assunto, de tanto ser abordado neste espaço, tornou-se corriqueiro. Não me importo de ser taxado de repetitivo. Sempre uso a lógica para comentar fatos. Vamos a eles. É legal trabalhar e não receber em dia? Não é nem para funcionários, públicos e privados, e muito menos para prestadores de serviço contratados pelo poder público. A Saúde como direitos de todos e dever do Estado não foge à regra. Como tenho “enchido o saco” dos leitores abordando este tema, e cobrando dos gestores na Saúde uma decisão jurídica, me dou o direito de voltar ao assunto. Em qualquer contrato firmado entre duas partes, quem não cumprir está sujeito a uma ação judicial. Essa opinião externo desde o momento em que o governo Lula resolveu criar a contratualização. Fui contra após muitos cálculos que me levavam a crer que a “benesse” inicial não se manteria por muito tempo. Para “adoçar” os administradores de hospitais, o governo acionou com a liberação de um plus no valor do convênio firmado. Seria a “luva” a que tem direito o jogador de futebol. Mas, no futuro, nada estaria garantido. Boa parte dos hospitais gaúchos não aceitou a proposta e deixou de atender ao SUS. Hoje estão em uma situação privilegiada. Os que aceitaram estão enfrentando um déficit mensal, quase impagável. Além do mais, o atraso no repasse dos recursos tem aumentando os problemas da rede hospitalar. Recorrer à rede bancária, prática usada para cumprir os compromissos, chegou ao fim do poço. O endividamento é enorme. Pois bem, a Santa Casa, pela segunda vez, entrou na Justiça e vai receber parte do débito. Mas e o futuro? O Estado afirma que o contrato só será renovado pelos mesmos valores do anterior - vencido em agosto. Em um ano, os medicamentos, base de qualquer hospital, tiveram um acréscimo de 16% médio. Além do mais, só será assinado após a Santa Casa apresentar negativas, entre elas a dos bombeiros. No entanto, ela continua prestando serviços, sem ter contrato firmado. Pelo menos é o que se tem notícia. Não está na hora de ser chamada a irmandade para tomar uma decisão definitiva? A lógica deve entrar na pauta!        
 

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1597 resultados encontrados
  • 24/02/2018 - Política

    Mordido por cobra tem medo até de linguiça

    Amigos me criticam afirmando que: “é feio para um radialista desconfiar de tudo que é declaração de políticos”. Eu apenas rebato ao argumentar com uma simples expressão: então aguardem para ver quem tem razão. No Brasil político atual, a guerra de informações entre os diversos meios midiáticos...
  • 23/02/2018 - Política

    Não escapa quase ninguém na gestão federal

    Que coisa impressionante - para quem ainda se impressiona -, é a quantidade de ministros envolvidos em denúncias, fazendo parte do governo Temer. Legislativo, Câmara e Senado são mais de 40% denunciados e alguns com investigação paralisada. Todos, no entanto, têm foro privilegiado. Isso quer...
  • 22/02/2018 - Política

    Quem mata a cobra mostra o porrete

    Quem acompanha este espaço (são poucos mas fiéis) sabe que comento em cima de fatos. Formo opinião em cima de declarações de políticos publicadas em sites ou jornais impressos aos quais tenho acesso diariamente. Ontem, neste espaço, abordei um tema baseado no decreto de intervenção militar na...
  • 21/02/2018 - Política

    História é história, o resto é bobagem

    A intervenção militar na segurança do Rio de Janeiro traz o passado até o presente. Três jovens negros colocaram na internet  dicas para seus irmãos de raça se protegerem da investigação dos militares. Posso até considerar exagero porque, mal ou bem, vivemos em democracia. O JB dá ampla...
  • 20/02/2018 - Política

    A diferença entre o Ceará e o Rio de Janeiro

    A desconfiança em tudo que os governantes decidem (ou em quase tudo!) se fundamenta exclusivamente na diferença de procedimento. Quem não sabe que a criminalidade está cada vez mais divulgada nos meios midiáticos é porque não tem tempo ou não se interessa pelo que está a sua volta. No entanto, a...
  • 19/02/2018 - Política

    O problema do Brasil é desrespeito às leis

    O decreto de intervenção militar no Rio desperta a velha rixa entre o bem e o mal. Para início de conversa reitero que sou um democrata convicto. “Democrata radical”, como se o termo servisse de base para qualquer interpretação diferente daquilo que penso, e expresso, em defesa do sistema...
  • 17/02/2018 - Política

    A política deve ser satanizada

    Em viagem a Washington, o vice- residente do STF, José Antônio Dias Toffoli afirma “Judiciário não deve satanizar políticos”. A partir dessa afirmação, interessei-me pelo corpo da matéria. Primeiro para saber o que ele estava fazendo nos Estados Unidos. Se em missão oficial ou gozando de suas...
  • 16/02/2018 - Política

    Anatel marca reunião extraordinária

    Na próxima quinta-feira está marcada uma reunião extraordinária do conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) cujo objetivo é debater o acompanhamento do processo de recuperação judicial da OI. Dito encontro será fechado ao público “por se tratar de assunto sigiloso”. Ao...
  • 15/02/2018 - Política

    Voltamos à rotina. Na pauta: a Previdência

    Tudo o que está acontecendo no Brasil traz, em primeiro plano, a próxima eleição. Não pensem que a defesa das reformas por parte da base do governo não está inserida no receio dos parlamentares de serem “corridos” pelas urnas. Agora não se trata mais do tema em si. Agora, os parlamentares da...
  • 14/02/2018 - Política

    Carnaval: expressão da cultura popular

    Para quem assistiu, parte ou todo, às imagens do carnaval brasileiro, deve ter sentido, como eu senti, orgulho de aqui ter nascido. Não pelo espetáculo em si, mas para a verdadeira aula de história que, creio, estão ausentes em nossos bancos escolares. O espetáculo já é reconhecido no mundo...
Exibindo 1 a 10 de 1597 resultados encontrados
  • Página de 160
Clique TV
Novo Polo na Tterrasul
Assista também:
Casa & Conforto
Clique Social

Aplausos

Divulgação/FS

LEITURA: “ História da riqueza no Brasil – cinco séculos de pessoas, costumes e governos”, Jorge Caldeira. Página 555, “como escreveu Getúlio...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.