Bagé / RS, Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Em Brasília e Bagé a lógica ganha espaço

Nada melhor que dar tempo ao tempo. Alguns temas abordados neste espaço, nos últimos anos, que levaram alguns amigos a considerar o escriba repetitivo, estão acontecendo agora. Tomo a liberdade de analisar os fatos atuais para que os leitores comparem “as previsões” anteriores com a realidade que estamos vivendo. Minha base sempre foi a Constituição que apregoa: todos são iguais perante a lei. Vamos aos fatos. Pode o Supremo mandar prender um membro do Legislativo? Se pode, por que prenderam o Delcídio e não tomaram a mesma decisão com o Aécio? Se a atribuição, como afirmou ontem o ministro Alexandre Moraes, é do Senado, contraria a decisão tomada anteriormente contra Delcídio, que foi preso, com autorização da suprema corte, mesmo tendo os mesmos direitos dos demais políticos. Vou sempre repetir que, pelo menos eu, aplaudi a decisão (grande coisa!) porque lugar de ladrão é na cadeia. O argumento que um foi preso em flagrante e o outro não, é frágil, porque se a Constituição afirma que todos somos iguais, e se o Supremo não pode interferir nos demais poderes, deveria ter lavado as mãos em ambos os casos. Alexandre Moraes foi mais longe: que o Senado pague o ônus da decisão sobre o afastamento de Aécio. Como sou leigo e uso para tudo a lógica, creio que caberia a defesa de Delcídio reivindicar o mesmo direito. Pois bem, seguindo na análise dos fatos, ontem, a defesa de Dilma, após ser publicada pela Câmara a íntegra da deleção premiada de Funaro, resolveu pedir revisão em sua cassação. O que afirmou Funaro de tão grave? Coisa que já vem sendo comentada pela mídia, nacional e internacional, de que Cunha recebeu dinheiro para comprar deputados que aprovaram a cassação da presidente. Ora, elementar meu caro Watson, se a delação foi aceita, é sinal que tem algum fundamento. É exatamente baseado nessa lógica que José Eduardo Cardozo quer anulação do impeachment. Vai conseguir? Outra afirmação que ouso tornar pública: não. O primeiro item da nota publicada pela imprensa, assinada por Cardoso é forte: “As decisões ilegais e imorais tomadas pelo ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e por todos os parlamentares, que queriam evitar a sangria da classe política brasileira”. Também me atrevi a afirmar que, caso Lula seja condenado e não puder concorrer, só resta um caminho ao PT: lançar Dilma à presidência da República, de vez que ela continua com seus direitos políticos ilegalmente aprovados pelo Senado, com o apoio de Renan Calheiros e sua equipe, aceitos por Lewandowski que presidiu a sessão. São fatos que voltam à mente após as últimas declarações. Leitura lógica!

Justiça bloqueia contas da Saúde

Esse assunto, de tanto ser abordado neste espaço, tornou-se corriqueiro. Não me importo de ser taxado de repetitivo. Sempre uso a lógica para comentar fatos. Vamos a eles. É legal trabalhar e não receber em dia? Não é nem para funcionários, públicos e privados, e muito menos para prestadores de serviço contratados pelo poder público. A Saúde como direitos de todos e dever do Estado não foge à regra. Como tenho “enchido o saco” dos leitores abordando este tema, e cobrando dos gestores na Saúde uma decisão jurídica, me dou o direito de voltar ao assunto. Em qualquer contrato firmado entre duas partes, quem não cumprir está sujeito a uma ação judicial. Essa opinião externo desde o momento em que o governo Lula resolveu criar a contratualização. Fui contra após muitos cálculos que me levavam a crer que a “benesse” inicial não se manteria por muito tempo. Para “adoçar” os administradores de hospitais, o governo acionou com a liberação de um plus no valor do convênio firmado. Seria a “luva” a que tem direito o jogador de futebol. Mas, no futuro, nada estaria garantido. Boa parte dos hospitais gaúchos não aceitou a proposta e deixou de atender ao SUS. Hoje estão em uma situação privilegiada. Os que aceitaram estão enfrentando um déficit mensal, quase impagável. Além do mais, o atraso no repasse dos recursos tem aumentando os problemas da rede hospitalar. Recorrer à rede bancária, prática usada para cumprir os compromissos, chegou ao fim do poço. O endividamento é enorme. Pois bem, a Santa Casa, pela segunda vez, entrou na Justiça e vai receber parte do débito. Mas e o futuro? O Estado afirma que o contrato só será renovado pelos mesmos valores do anterior - vencido em agosto. Em um ano, os medicamentos, base de qualquer hospital, tiveram um acréscimo de 16% médio. Além do mais, só será assinado após a Santa Casa apresentar negativas, entre elas a dos bombeiros. No entanto, ela continua prestando serviços, sem ter contrato firmado. Pelo menos é o que se tem notícia. Não está na hora de ser chamada a irmandade para tomar uma decisão definitiva? A lógica deve entrar na pauta!        
 

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1832 resultados encontrados
  • 11/12/2018 - Política

    Proposta de mudança no sistema eleitoral

    Essa é a intenção do novo governo, expressada em coletiva no final de semana. Sua justificativa para propor mudança foi externada na teleconferência da Cúpula Conservadora das Américas. Como se sabe, na campanha eleitoral, ele criticou fortemente a decisão do TSE que proibiu o uso de impressora...
  • 10/12/2018 - Política

    O partido do eleito sempre complica mais

    Os anos de avenida Sete me ensinaram que o partido que elege o prefeito, governador ou presidente da República é sempre quem quer mais cargos no Executivo. Quando o governo eleito não tem a maioria no Legislativo precisa construir uma para ter mais facilidade para governar. E aí começam os...
  • 08/12/2018 - Política

    Nada melhor do que dar tempo ao tempo

    O Congresso Nacional não prega um prego sem estopa. E quando da para atingir dois objetivos com uma só decisão melhor ainda. No caso, acredito que tenha atingido mais de dois. Lembram quando o novo presidente Bolsonaro deu a entender que não gostaria que o aumento do Judiciário fosse votado este...
  • 07/12/2018 - Política

    A Câmara legaliza o excesso de gasto

    Agora sim liberou geral. A Lei de Responsabilidade Fiscal foi umas das leis que a população aprovou, ou pelo menos não criticou, quando o Congresso a criou. Foi sancionada no início do ano 2000 e tinha por objetivo controlar o gasto público na União, Estados e Municípios. Determinava o...
  • 06/12/2018 - Política

    Pedido de liberdade de Lula é adiado

    Aqui cabe uma análise para a qual não precisa ser especialista. Basta estar a par dos acontecimentos. A defesa de Lula entrou na Justiça, pedindo duas coisas. Em primeiro lugar, questionando a “possível” parcialidade de Moro, no julgamento ao qual Lula foi condenado. Como argumento, usou a...
  • 05/12/2018 - Política

    Esgotei meu estoque de ministros

    Coisas da política. O jornalista, escritor e filósofo Olavo de Carvalho, tido como uma cabeça pensante no movimento que levou Bolsonaro ao poder, concedeu entrevista que considerei importante para reproduzir, em parte, sua opinião. Ele foi cogitado para ocupar um ministério no governo que será...
  • 04/12/2018 - Política

    A flor também tem seus espinhos

    O que seria do verde se não fosse o branco? É um velho adágio popular que sempre é lembrado por alguém para mostrar as diferenças, inclusive, de opiniões. E na política não é diferente. Como é salutar o contraponto. Cada um interpreta os fatos de maneira distinta. E isso é a essência da...
  • 03/12/2018 - Política

    A euforia eleitoral exige decisões sérias

        A vitória maiúscula de Jair Bolsonaro continua com o tempero da esperança em melhoras. O que é salutar. O cidadão quer viver tranqüilo e com o mínimo necessário para sua sobrevivência e o da sua família. Quer ter acesso à saúde e escola. À medida que as festas de final de ano estão...
  • 01/12/2018 - Política

    A criatividade dos compositores brasileiros

    Para quem acompanha o dia a dia da política, não só focado nela, mas em outros segmentos vai concordar com um dos temas de hoje. Eles tiveram reflexos na ditadura. A censura da imprensa foi combatida por muitos segmentos que defendem a democracia. Os chargistas foram importantes com suas...
  • 30/11/2018 - Política

    Outro sacerdote da Medicina nos deixou

    Quem escolheu a Medicina como profissão vai entender o que o título acima está afirmando. A evolução tecnológica tem aprofundado conhecimentos técnicos sobre a saúde do cidadão. A medicina atual difere, em parte, da praticada antes da evolução técnica. Hoje, as máquinas facilitam a identificação...
Exibindo 1 a 10 de 1832 resultados encontrados
  • Página de 184
Clique TV
Óptica Bagé - Dia dos Pais
Assista também:
Santa Edwiges - Dia dos Pais
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

RADIALISTA João Roberto Vasconcellos (leia-se  rádio Upacaraí – Dom Pedrito) promete presença na homenagem que o Imba fará ao “decano”dos...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.