Bagé / RS, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Estamos a 100 metros da linha de chegada

É a impressão que tenho ao constatar a recepção montada para o executivo da Azul, linhas aéreas. Maravilha. Não há um setor da economia da região que não apoie o movimento da terça-feira, organizado pelas ditas “forças vivas” da região, incentivado pelo poder público. Desde a década de 60, esses movimentos acontecem sem, no entanto, chegar ao estágio atual. O título que abre a coluna de hoje faz a comparação com o turfe. Chegamos à reta final. Mas não quer dizer que tudo já esteja definido. Os empresários do transporte aéreo há muito estão interessados. Até aqui, entre outras coisas, o custo da viagem foi o calcanhar de aquiles para sua concretização. Na década de 90, uma das empresas interessadas, convidou a imprensa de Bagé para um voo panorâmico do qual eu tive a oportunidade de participar. Ao final do passeio, muitos profissionais que participaram saíram convencidos da concretização do desejo de todos. Até em certos momentos tivemos a concretização, parcial, desse desejo. Porém, e sempre tem um porém, a pouca procura desfez o sonho e as viagens foram encerradas. A partir do novo século, tudo voltou à tona. Nos últimos sete ou oito anos, a vereadora Cláudia Souza tomou a si a missão de entrar na briga. Muitas viagens, discussões, visita de dirigentes de empresas aéreas, acompanhados de técnicos, deixaram transparecer o interesse de todos na concretização de um sonho. Certa feita, quando os obstáculos davam a impressão que haviam sido transpostos, a tarifa elevada colocou água fria na boa intenção. A proposta inicialmente apresentada de 400 reais, baixou para 300. Como foi considerada elevada, os empresários apresentaram uma solução: o município bancaria, mensalmente, um certo número de passagens. É claro que a situação econômica do ente público não permitiu a efetivação. No entanto, o movimento que a vereadora comandou trouxe algumas melhorias para o comandante Kramer, uma delas, o enquadramento da pista de pouso, investimento de mais de um milhão, bancados pela Infraero. Dentro dos próximos dias, chegará a Bagé um aparelho de raios-x, exigência para a segurança de qualquer aeroporto de porte médio, como o nosso. E isso nos leva a crer que estamos preparados para viagens periódicas de empresas aéreas. Tudo depende, no entanto, de uma tarifa condizente, que possa incentivar os empresários locais. Convenhamos, nenhum empresário investe para perder dinheiro. No momento atual, o que pode ajudar é a liberação de cobrança de bagagens. Agora, se fizermos cálculo que a viagem pode ser concretizada no mesmo dia, com ida e volta a Porto Alegre, o cidadão pode sair de Bagé, engravatado ou não, sem bagagem extra. No entanto, se a viagem for com conexão para outros estados, aí sim, pode haver uma maior procura. Esses detalhes que abordo não são para desestabilizar o movimento, importante, organizado por Bagé e região. Tenho a convicção de que o estágio atual nos dá a esperança de que a linha aérea está mais perto de se tornar realidade. Usando a expressão turfística, estamos a 100 metros do disco de chegada, mas ainda não passamos por ele. Nos próximos 15 dias, quando será anunciada a tarifa, a foto da chegada pode ser comemorada pelos apostadores. Ou pelos possíveis usuários. Que assim seja!
               
Que siga a união das forças regionais

A partir da década de 80 começou movimento que culminou com a construção do prédio que abriga o porto seco de Aceguá. Durante muitos anos, o material publicitário do carnaval de Bagé  usou como chamada a frase: "O caminho do Mercosul passa por Bagé”. Munidos desse material, viajávamos para o Uruguai, com grupo de samba, para divulgarmos o evento. Todos os anos, os hotéis de Bagé lotavam de uruguaios, sempre conduzidos pelo turismo argentino, empresa especializada que tinha agência em Montevidéu. Pois bem, certa feita, aconselhado por especialistas uruguaios, começamos um movimento para criarmos uma linha de ônibus da capital uruguaia até Bagé. Para tal, registramos a Empresa Lufa, do Nenê Fará, no Ministério do Uruguai. Não conseguimos convencer o Brasil. Por parte do Uruguai, tudo certo. Aqui havia empresas poderosas que, quase sempre, “melavam” os trâmites para autorização da linha internacional. Há pouco mais de dois anos, a empresa Nuñez anunciou a autorização do lado uruguaio, mas está parada no Brasil. Seria o momento, agora que estamos eufóricos pela linha aérea Bagé-Porto Alegre, que o forte movimento tenha seguimento para convencer as autoridades brasileiras a agilizar a permissão de uma linha de ônibus de Montevidéu a Porto Alegre, trazendo turistas para o Brasil. Também abriria as portas para nossa viagem à capital uruguaia. Isso movimentaria o turismo internacional. Temos que aproveitar o embalo dessa união da região em torno das linhas aéreas. Seria bom para todos. Fica a sugestão de um doble chapa.
 

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1539 resultados encontrados
  • 13/12/2017 - Política

    Governo pressiona indecisos sobre reforma

    Pelo menos o rolo compressor do governo não engana ninguém. Primeiro, porque todo mundo já sabe, e segundo, porque está em jogo a próxima eleição. Vem a público e declara, alto e bom som, que a baixa dos juros, na próxima reunião, depende da aprovação da reforma da Previdência. Desde o último...
  • 12/12/2017 - Política

    Dois temas que na prática não funcionam

    Um deles são os cartões corporativos e o outro o uso indiscriminado dos aviões da FAB. Sobre os cartões, nada mais tem se escutado falar. Lembram que, antigamente, e não tão antigamente assim, membros do governo usavam os cartões para pagar cachorro-quente na banca da esquina. Teria sido a gota...
  • 11/12/2017 - Política

    O governo comemora a vitória do povo

    No sábado e domingo, a maioria dos jornais brasileiros reproduziu mensagem do governo Temer comemorando a inflação baixa. É o autêntico cumprimento com o chapéu dos outros. E aqui peço permissão aos leitores para repetir o título que encabeçou esta coluna, logo que iniciou, ou que foi detectada,...
  • 09/12/2017 - Política

    Cansei - que chegue o recesso

    Não cansei, é bom que saliente, do dia a dia do jornalismo. Quem escolhe a informação como alimento não cansa. Ou no velho ditado popular, “quem corre por prazer não cansa”. Agora, estou cansando do que tenho acompanhado. Boa parte dos órgãos de comunicação que costumo acompanhar diariamente,...
  • 08/12/2017 - Política

    Cada estrategista tem sua reserva técnica

    A vida nos ensina muita coisa. Deveria ensinar, também, que não se engana todos para sempre. Pode enganar alguns por algum tempo. Mesmo assim, a classe política segue apostando na memória curta dos eleitores. É uma estratégia que vem dando certo. A reforma da Previdência, cantada em verso e...
  • 07/12/2017 - Política

    A coluna em tópicos. Salada de frutas

    Hoje resolvi voltar ao formato da coluna no antigo Correio do Sul. Acontece que me deparei, nas leituras matinais, com três matérias importantes colhidas nos jornais O Dia, Jornal do Brasil, Correio Brasiliense e Estadão. Aparentemente, nada tem a ver um com o outro. Aparentemente. A primeira...
  • 06/12/2017 - Política

    Estão descobrindo a América

    Quem está atento ao noticiário se apercebe de certas coisas que já foram notadas há muito tempo, mas só agora vêm à tona. Pela força da profissão, procuro me informar em muitos meios de comunicação. Cada um tem seu estilo de informar e nem sempre se assemelham em seu conteúdo. Que a Lava Jato já...
  • 05/12/2017 - Política

    Três temas voltam à tona na coluna

    Nada que vamos abordar hoje é considerado novidade. Por diversas vezes, individualmente, já analisamos. Um deles traz a seguinte informação: “Câmara gasta, por ano, mais de R$ 4 milhões em auxílio-moradia para deputados mesmo com  apartamentos vazios”. Ora senhores, a Câmara de Deputados possui...
  • 04/12/2017 - Política

    Os inocentes acreditam em tudo I

    Não sou especialista em nada. Mas sou crítico em quase tudo. É isso que amigos mais chegados sempre estão me advertindo. Alguns até me consideram “soldadinho certo”. Em rodas de amigos sempre surge a oportunidade de contrapormos com o interlocutor. Outra vez comento fatos noticiados no final de...
  • 02/12/2017 - Política

    O justo não pode pagar pelo pecador

    Se tem um assunto que quase sempre vem à baila no período eleitoral, são denúncias contra possíveis candidatos. Principalmente se as tais pesquisas mostram números que indicam a possibilidade de uma vitória. Embora, quem dite as normas seja o diretório nacional, jamais vou comparar os militantes...
Exibindo 1 a 10 de 1539 resultados encontrados
  • Página de 154
Clique TV
Novo Polo na Tterrasul
Assista também:
Casa & Conforto
Clique Social

Coluna Social

“Engana-se quem acha que a riqueza e o status atraem inveja. As pessoas invejam mesmo o sorriso fácil, a luz própria, a felicidade simples e...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.