Bagé / RS, Segunda-feira, 19 de Fevereiro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Um tenta se criar, outro se recriar

Os últimos dias da semana passada foram preenchidos com campanha eleitoral. São Paulo foi palco de dois eventos, um ao lado do outro, propicia discursos políticos. Um em Diadema, onde foi empossado o novo presidente do PT, com a presença de Lula. Outro em São Bernardo do Campo, onde Doria participou do evento chamado de “Cidade Linda”, organizado pela prefeitura comandada pelo PSDB. Mesmo após condenado em primeira instância pelo juiz Moro, Lula e seus defensores continuam apostando na possibilidade de ser candidato em 2018. Os leitores sabem que eu não duvido. Neste espaço, afirmei que os inúmeros recursos jurídicos que nossas leis dispõe serão usados pela defesa com o objetivo de empurrar com a barriga a decisão em segunda instância. E isso propiciaria a inscrição da chapa encabeçada por Lula. Pois bem, mesmo após a condenação em primeira instância, Lula continua percorrendo o Brasil e não deixando seu eleitorado se dispersar. E ele sabe como poucos motivar seus seguidores. Alguns trechos de seu discurso em Diadema “colo” para os leitores: “Cadê as panelas deles? Acabaram?” Falou por um bom tempo e se aprofundou no discurso pré-eleitoral. Leiam: “Nunca acreditei que ele fosse me absolver. Eles não estão julgando o Lula, estão julgando o nosso governo e as coisas boas que fizemos nesse país. Eles me condenaram porque estão subordinados a prestar contas com a imprensa. Se a condenação não acontecesse, o impeachment de Dilma, não faria sentido. O golpe não fecha se eu não for condenado. A única prova daquele processo é a prova da minha inocência. Tenho a consciência tranquila por saber que nenhum daqueles que estão me processando, é mais honesto do que eu. Enquanto eles não provarem nada contra mim, vou andar por esse país para ser julgado por vocês. Eles não conseguem me quebrar porque eu não sou eu, eu sou vocês. Eles não conseguem me derrubar porque as asas que eu voo não são minhas, são as asas dos trabalhadores e dos jovens desse país”. Pois bem, ali ao lado, em São Bernardo do Campo, o prefeito de São Paulo, João Doria, não deixou por menos e lascou: “Lula é sem vergonha e mentiroso e Dilma é uma Anta”. De certa forma, tanto Lula quanto Doria, se ambos se enfrentarem na próxima eleição, já deixaram claro que o baixo nível da campanha e dos debates será a tônica. Doria foi mais além: "O povo de São Bernardo sabe quem é o mentiroso e sem vergonha do Lula. Os petistas não sabem o que é trabalho porque têm o espelho do Lula, que é o espelho da vagabundagem de quem trabalhou oito anos na vida e depois viveu das benesses do poder, dos amigos e do dinheiro de empreiteiras. Nós preferimos acordar cedo e trabalhar". Com o que li e transcrevo na coluna de hoje, mais reforça minha opinião e agiliza minha desconfiança. Qual o motivo que Doria apela e ofende um sujeito que já está condenado? Antigamente tinha um ditado popular muito usado "não se bate em animal morto”. No caso, o “animal” não está morto. Continua fazendo suas declarações e preparando sua candidatura. E o que é mais importante, no meu conceito: passa por vítima, mas o povo gosta de vítima. Mas vou além. Lula sabe que se for proibida sua candidatura, o que eu duvido, ele tem uma carta na manga que seria o plano B. Ele tem a Dilma, também lembrada pelo Doria ao chamá-la de anta. Até agora, ela não foi processada por nada. Pode até estar incluída na próxima relação. Mais do que Lula, ela dispõe de tempo para ser lançada candidata sem ser molestada pela Justiça. Ela está elegível. No caso do PSDB, todos os fortes candidatos foram denunciados por corrupção. São elegíveis, iguais aos demais. Mas Doria tem servido de “isca” e botado a cara para bater, coisa que os outros colegas de partido não têm feito. A solução do PT, para o possível impedimento de Lula, é a Dilma. Já o Dória está atacando porque sente o “perigo” dos tucanos puxarem seu tapete. Quanto à possibilidade de Marina Silva, acredito, nenhum dos grandes partidos lhe dão importância. Para quem acompanha os acontecimentos, a política se assemelha às nuvens. Uma hora está de um jeito, em seguida muda de formato. Finalizo, afirmando que “ainda não me convenci da condenação de Lula em segunda instância em tempo hábil para evitar o registro de sua candidatura”. Como também não estou convencido da autorização da Câmara, que está tirando o tapete de Temer. E você, leitor, o que opina?

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1592 resultados encontrados
  • 19/02/2018 - Política

    O problema do Brasil é desrespeito às leis

    O decreto de intervenção militar no Rio desperta a velha rixa entre o bem e o mal. Para início de conversa reitero que sou um democrata convicto. “Democrata radical”, como se o termo servisse de base para qualquer interpretação diferente daquilo que penso, e expresso, em defesa do sistema...
  • 17/02/2018 - Política

    A política deve ser satanizada

    Em viagem a Washington, o vice- residente do STF, José Antônio Dias Toffoli afirma “Judiciário não deve satanizar políticos”. A partir dessa afirmação, interessei-me pelo corpo da matéria. Primeiro para saber o que ele estava fazendo nos Estados Unidos. Se em missão oficial ou gozando de suas...
  • 16/02/2018 - Política

    Anatel marca reunião extraordinária

    Na próxima quinta-feira está marcada uma reunião extraordinária do conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) cujo objetivo é debater o acompanhamento do processo de recuperação judicial da OI. Dito encontro será fechado ao público “por se tratar de assunto sigiloso”. Ao...
  • 15/02/2018 - Política

    Voltamos à rotina. Na pauta: a Previdência

    Tudo o que está acontecendo no Brasil traz, em primeiro plano, a próxima eleição. Não pensem que a defesa das reformas por parte da base do governo não está inserida no receio dos parlamentares de serem “corridos” pelas urnas. Agora não se trata mais do tema em si. Agora, os parlamentares da...
  • 14/02/2018 - Política

    Carnaval: expressão da cultura popular

    Para quem assistiu, parte ou todo, às imagens do carnaval brasileiro, deve ter sentido, como eu senti, orgulho de aqui ter nascido. Não pelo espetáculo em si, mas para a verdadeira aula de história que, creio, estão ausentes em nossos bancos escolares. O espetáculo já é reconhecido no mundo...
  • 10/02/2018 - Política

    Jogar para a torcida é a prática política

    Havia escolhido, para a coluna de hoje, abordar temas relacionados ao carnaval. Somente ao carnaval. Infelizmente, decisões de governos ou de autoridades do Judiciário não me deixam margem para que ocupe todo o espaço de hoje, com a maior festa popular que é o carnaval brasileiro. A partir da...
  • 09/02/2018 - Política

    Culpar os outros é mais fácil do que assumir

    Essa prática não é nova. Todo o governo que assume, ao enfrentar a primeira dificuldade, coloca a culpa no governo que o antecedeu. É claro, se ele for de partido adversário. Se for companheiro quem recebe o cargo por voto popular, engole em seco e deixa para lá. Poucos são os casos do “fogo...
  • 08/02/2018 - Política

    Por muito menos, Vargas deu um tiro no peito

    Realmente, nós estamos mal representados no governo central. A frase que abre a coluna de hoje foi proferida por Carlos Marun. Não deveria ser levada em consideração, porque a história do Marun não merece que se perca tempo em contestar. Mas quem cala consente. O simples passado político do...
  • 07/02/2018 - Política

    Certas declarações nos levam ao passado

    Quem acompanha os movimentos políticos (partidários e eleitoreiros) não deve desconhecer certas afirmações de quem deveria ser discreto pela importância dos cargos que exerce. Presidentes da República e da Câmara. Ambos candidatos à presidência de República. Afirmam que estão aliados, mas, na...
  • 06/02/2018 - Política

    Mais uma arma na mão do governo

    Para início de conversa, ainda não consegui ler todo o projeto que visa mudar a Previdência. Nem o original que partiu do governo e muito menos as modificações negociadas com o Congresso. Dizem que foi reduzido 50% do que previa o projeto original. Portanto, continuo a não fazer juízo de valor....
Exibindo 1 a 10 de 1592 resultados encontrados
  • Página de 160
Clique TV
Novo Polo na Tterrasul
Assista também:
Casa & Conforto
Clique Social

Coluna Social

“Quedas são necessárias à medida que despertam forças até então desconhecidas; atributos latentes concedidos por Deus para que vençamos na...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.