Bagé / RS, Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

Confirmado: bandido não cai sozinho

Para a democracia se firmar nada melhor que as instituições funcionem, mesmo rodeada de pressões, e a imprensa noticie. São dois segmentos, não teria receio de afirmar, que servem de pilares para a plenitude democrática. A nossa democracia, embora ainda incipiente, está andando a passos largos. Cada dia que passa fico mais faceiro em ser “radicalmente democrata”.Os fatos, que vieram a público ontem, nada mais são do que a continuidade de investigações que vêm se desenvolvendo no Brasil. Eu não cometeria a burrice de dizer que isso era esperado, porque a maioria, mesmo os que me acompanham diariamente (coitados!), podem ter esquecido o que tenho afirmado desde a fundação da Folha do Sul. E, antes disso, no Correio do Sul. Voltamos ao sistema democrático porque os partidos da época, Arena e MDB, tornaram-se aliados, por imposição da ditadura (leia-se Golbery do Couto e Silva), e numa eleição indireta (Congresso cuja maioria era biônico, nomeados pelos ditadores). Posteriormente, veio a era Collor. Não durou muito e foi cassado, não sem antes ter renunciado. Seu vice, Itamar Franco, assume o governo e traz para seu ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, que criou o plano real. Com o impacto positivo na economia, e o apoio de Itamar, foi eleito presidente. Como também gostava do poder, criou a possibilidade da reeleição. Tema que todos sabem, abaixo de benesses para os seus eleitores, componentes do Congresso. Seu substituto, Lula, combatente do processo, ao assumir o governo, acabou gostando do poder. Também foi reeleito, assim como o seu “poste” Dilma Rousseff. Só poderia acontecer o que agora, finalmente, está acontecendo. Agora sim, por força e liberdade das instituições, a impunidade está em fase terminal. Podemos afirmar: os corruptos estão dentro de um caminhão sem freio e descendo uma ladeira íngreme. Não tem mais volta. Tanto é verdade que a própria base de sustentação do governo Temer esteve reunida ontem, sob a liderança de Rodrigo Maia (outro que o trem não pega) buscando nomes para substitui o atual presidente. Eles jogam com duas hipóteses: a renúncia de Temer ou a condenação da chapa que venceu a eleição de 2014. Quem comanda o TSE é o Gilmar Mendes. Pode também o próprio Congresso resolver abrir processo de impeachment para cassar o Temer. Acho pouco provável, não impossível.  Como todos sabemos que a pressão, não só das instituições como principalmente a pressão popular, pode forçar a renúncia de Temer, embora ele afirme que não renuncia. Mas o mesmo fez o Collor. Chegou o momento em que ele renunciou para não ser cassado. Mas foi. Quem são os nomes que aparecem como possíveis candidatos a um “mandato tampão”? Cármen Lúcia, presidente do Supremo, e Henrique Meirelles, atual ministro da Fazenda. Porém, e sempre tem um porém, Meirelles fez parte do grupo diretivo da JBS, antes de ser trazido para ministro de Temer. O que já está sendo debatido é a substituição de Temer, caso venha a ser expulso (ou renuncie) pela Justiça. Como será a eleição do próximo presidente? Uns afirmam que será indireta. Os congressistas, por maioria, elegerão o candidato que tiver maior número de votos. Outros se baseiam na lei aprovada, a tal minirreforma eleitoral, que traz mais confusão do que esclarece os fatos. Leiam: “A eleição será indireta (pelo Congresso) se a vacância do cargo ocorrer a menos de seis meses do final do mandato por determinação do TSE. Direta, nos demais casos. Alguns componentes da base aliada defendem a eleição via Congresso, em qualquer circunstância. Acho que forçarão a renúncia de Temer. Ou iniciarão processo de impeachment. É só aguardar. Concordam?

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1521 resultados encontrados
  • 22/11/2017 - Política

    Uma mala cheia de dinheiro não é crime

    Que país é esse é a pergunta que fiz a mim mesmo ao ler a entrevista do delegado Fernando Segóvia. Para criticar o antigo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e defender o “padrinho” que autorizou sua chegada ao cargo de diretor-geral da Polícia Federal, prestou declaração à imprensa...
  • 21/11/2017 - Política

    Planejar é necessário para sobrevivência

    A prática ensina que os bandidos são mais precavidos que o cidadão comum. Nós, cidadãos, vivemos o dia a dia. Poucos se preocupam com o futuro. Primeiro porque a maioria está em situação de penúria econômica. E, cá para nós, quando falta o dinheiro para a comida, a má ideia aflora. Como diz a...
  • 20/11/2017 - Política

    A Constituição vira simples livro de ficção

         Vou entrar em um tema perigoso, coisa que o brasileiro não teme porque sua vida se tornou perigosa. Ao sair às ruas já está correndo risco de morte. Não tem a garantia do estado, porque a bandidagem tomou conta. Após porta arrombada não adianta tranca de ferro. O que estamos vivenciando nos...
  • 18/11/2017 - Política

    PMDB maior bancada no Congresso

    Isso é constatação. Também, como é natural, hoje é o partido que tem mais denúncias de corrupção. Seus principais caciques estão mais sujos que “pau de galinheiro”. Como tem uma grande base no Congresso, se unem a outros partidos, com muitos corruptos, e se defendem de todas as acusações. Defesa...
  • 17/11/2017 - Política

    A sujeira que envolve o futebol

    Vai, com jeito vai, senão um dia a casa cai! Marcha de carnaval que animava os grandes bailes dos clubes sociais, hoje é lembrada na análise da sujeira que rodeia o futebol mundial. Foi-se o tempo em que jogador de futebol atuava porque gostava e dirigente de futebol “tirava” do bolso para...
  • 15/11/2017 - Política

    Investigações antigas seguem seu curso

    Quando me refiro a investigações antigas deixo claro que não são tão antigas como parece. Apenas estou comparando antes e depois da mudança da Procuradoria Geral da República. Ação desenvolvida ontem, no Aeroporto Santos Dumont, prendeu o presidente da Assembleia Legislativa do Rio e o levou...
  • 14/11/2017 - Política

    Opinar sobre política não é fácil

    Diria que não é fácil opinar sobre qualquer tema. Não me considero um analista político. O que eu comento são os fatos. Aquilo que está acontecendo hoje, mas já aconteceu no passado com outros personagens. Nada mais é que comparar decisões. Para quem acompanha as notícias com declarações de...
  • 13/11/2017 - Política

    Fatos são fatos, o resto é história

    Corruptos não são burros, eles se unem na hora do perigo. Essa união os torna fortes. Vamos para mais um capítulo de uma estratégia que vem sendo montada após a denúncia do mensalão. Se errar em alguma parte de minha análise, podem me corrigir. É isso que o país precisa, debater as teses e não...
  • 11/11/2017 - Política

    O contraponto respeitável do Dr. Abero

    Em edição passada, já nas últimas linhas da coluna, comentei a nomeação de Fernando Segovia para a direção da Polícia Federal, nomeado pelo Temer (se diga de passagem, seu pleno direito). Naquele dia, como não sabia de onde havia saído o delegado, deixei de lado a indicação de quem partiu....
  • 10/11/2017 - Política

    Fatos provam a desconfiança existente

    Cada cidadão demonstra sua desconfiança de maneira diferente. Uns são diretos. Outros dão algumas “voltinhas” para dizer o que pensam. O que eu mais gosto é comparar declarações de políticos quando estavam na oposição com as que dão quando assumem o governo. O que mais me satisfaz é o esforço...
Exibindo 1 a 10 de 1521 resultados encontrados
  • Página de 153
Clique TV
Ortobom
Assista também:
Postos Balluarte
Clique Social

Coluna Social

“A arte de viver é simplesmente a arte de conviver... simplesmente, disse eu? Mas como é difícil"
Mario Quintana
 
Zezita: talento e...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.