Bagé / RS, Domingo, 25 de Fevereiro de 2018
Siga-nos:

Colunistas

Edgar Muza | Bagé/RS
Coluna: Política
Perfil: Radialista, comentarista de política e de notícias de geral. Liderança reconhecida nas áreas de saúde e de Carnaval.
Política

O vale tudo na política continua acelerado

Alguns políticos brasileiros, na busca do poder, usam de todos os meios disponíveis. E não se importam se estão sendo ridículos. Todos sabem que o governo Temer foi formado em cima de “areia movediça”. A base aliada não é tão aliada quanto parece. Tem gente de olho nos cargos e nas benesses do governo. A eleição para um mandato tampão, de Rodrigo Maia, foi articulada pelo palácio, lá no início de seu mandato como presidente, aprovado pelo Congresso. Quando Eduardo Cunha deixou de ter “serventia” e foi cassado pelos deputados. Pois bem, o mandato tampão do Maia termina no início de fevereiro. Tem que haver eleição para escolha do novo presidente, que comandará a Câmara de Deputados até 2018. A guerra está estabelecida. Apareceram três ou quatro candidatos para o cargo. Isso, no português bem claro, mostra que a composição para a derrubada de Dilma terminou. Atingido o objetivo, cada um quer disputar a “teta”. Em uma campanha, seja ela qual for, quando existe disputa pelo cargo, forçosamente deixa sequelas. Uma das justificativas de Eduardo Cunha para propor a saída do PMDB do governo Dilma foi exatamente porque o governo lançou candidatura própria, para concorrer com a dele que também fazia parte da base de Dilma. O Temer, cobra criada, não está dando respaldo aberto ao Maia, mas está com ele. Pois bem, nesta briga de “foice no escuro”, o deputado Federal Rogério Rosso (PSD) entra em campo pela presidência, com tudo que é arma que ele entende como válida para atingir seu objetivo. Ontem, ele lançou sua candidatura nas redes sociais, vestindo uma camiseta da Chapecoense. A justificativa para tal decisão desperta no cidadão comum, o sentimento de raiva. Leiam: “Decidi usá-la para demonstrar que o país precisa de “união de verdade” e que sua plataforma é por uma Câmara mais forte e independente”. Usar uma catástrofe, que comoveu o mundo, para tentar se eleger presidente da Câmara, deveria servir para estudo dos psiquiatras. Se fosse o caso interná-lo no hospício. Precisaria que os atuais internados dessem o amém. Não acredito que dariam. Pois bem, este é o quadro que está sendo desenhado na disputa de um poder forte que é a Câmara dos Deputados. O que vai sobrar desta guerra? O racha da base do governo. É pelo menos o que vislumbro. Concordam?                     
Ronaldo Caiado lança seu nome à presidência
Lembro de sua vinda a Bagé, quando era presidente da UDR. As classes produtoras de todo o Brasil o apoiavam. Tanto é verdade que se elegeu facilmente a cargos nos Legislativos. Hoje, é o líder do DEM no Senado. No final do ano passado, deixou transparecer sua intenção ao afirmar: “O presidente Michel Temer não deveria ter receio diante da possibilidade de renunciar ao mandato e antecipar as eleições de 2018”. As informações da imprensa dão conta que Caiado, teria autorizado ao deputado Ônix Lorenzoni a trabalhar sua candidatura. Para tal, será convocada reunião da executiva nacional do partido logo na volta do recesso. O efeito Donald Trump, que derrubou todas as pesquisas de intenção de votos, mostra que o povo não está mais apoiando os governantes que até agora sentaram na cadeira presidencial. No Brasil, com o fracasso dos partidos populares, a tendência é a mesma. É neste vácuo que entra o Caiado. Com certeza, as classes produtoras e os grandes empresários lhe darão o respaldo nesta possível candidatura. Gostem ou não, ele é um candidato de peso. É claro que terá que passar pelo crivo do partido. Não posso esquecer que o Rodrigo Maia, que também está “batendo asas” em direção à cadeira presidencial, faz parte da mesma sigla partidária. Pois bem, mas devemos analisar o “conselho” que deu ao Temer: “Não tenha receio de renunciar”. Será que o Caiado sabe alguma coisa a respeito da possibilidade da cassação da chapa vencedora Dilma/Temer, pelo TSE? Quem dá este conselho é porque sabe algo que nós não sabemos. Será que o casamento do Congresso com Temer não passou da lua de mel? Já se nota, embora em recesso, que as forças políticas que compõe a base de Temer estão brigando pelas tetas. E isso causa divisão. Contudo, divisão causa a incerteza de que os projetos do governo não passarão facilmente. Vai depender de negociação. Negociação passa por liberação de recursos ou cargos. Ou ambos. Dinheiro não há. Ou há? O importante é que os políticos, aqueles que ainda não foram denunciados como recebedores de auxílio de campanha saiam da toca e se candidatem. O que não podemos é ficar na dependência de decisões judiciais para conhecermos novos candidatos e suas pretensões. Faltam apenas dos anos. Certo?    
 

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 10 de 1597 resultados encontrados
  • 24/02/2018 - Política

    Mordido por cobra tem medo até de linguiça

    Amigos me criticam afirmando que: “é feio para um radialista desconfiar de tudo que é declaração de políticos”. Eu apenas rebato ao argumentar com uma simples expressão: então aguardem para ver quem tem razão. No Brasil político atual, a guerra de informações entre os diversos meios midiáticos...
  • 23/02/2018 - Política

    Não escapa quase ninguém na gestão federal

    Que coisa impressionante - para quem ainda se impressiona -, é a quantidade de ministros envolvidos em denúncias, fazendo parte do governo Temer. Legislativo, Câmara e Senado são mais de 40% denunciados e alguns com investigação paralisada. Todos, no entanto, têm foro privilegiado. Isso quer...
  • 22/02/2018 - Política

    Quem mata a cobra mostra o porrete

    Quem acompanha este espaço (são poucos mas fiéis) sabe que comento em cima de fatos. Formo opinião em cima de declarações de políticos publicadas em sites ou jornais impressos aos quais tenho acesso diariamente. Ontem, neste espaço, abordei um tema baseado no decreto de intervenção militar na...
  • 21/02/2018 - Política

    História é história, o resto é bobagem

    A intervenção militar na segurança do Rio de Janeiro traz o passado até o presente. Três jovens negros colocaram na internet  dicas para seus irmãos de raça se protegerem da investigação dos militares. Posso até considerar exagero porque, mal ou bem, vivemos em democracia. O JB dá ampla...
  • 20/02/2018 - Política

    A diferença entre o Ceará e o Rio de Janeiro

    A desconfiança em tudo que os governantes decidem (ou em quase tudo!) se fundamenta exclusivamente na diferença de procedimento. Quem não sabe que a criminalidade está cada vez mais divulgada nos meios midiáticos é porque não tem tempo ou não se interessa pelo que está a sua volta. No entanto, a...
  • 19/02/2018 - Política

    O problema do Brasil é desrespeito às leis

    O decreto de intervenção militar no Rio desperta a velha rixa entre o bem e o mal. Para início de conversa reitero que sou um democrata convicto. “Democrata radical”, como se o termo servisse de base para qualquer interpretação diferente daquilo que penso, e expresso, em defesa do sistema...
  • 17/02/2018 - Política

    A política deve ser satanizada

    Em viagem a Washington, o vice- residente do STF, José Antônio Dias Toffoli afirma “Judiciário não deve satanizar políticos”. A partir dessa afirmação, interessei-me pelo corpo da matéria. Primeiro para saber o que ele estava fazendo nos Estados Unidos. Se em missão oficial ou gozando de suas...
  • 16/02/2018 - Política

    Anatel marca reunião extraordinária

    Na próxima quinta-feira está marcada uma reunião extraordinária do conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) cujo objetivo é debater o acompanhamento do processo de recuperação judicial da OI. Dito encontro será fechado ao público “por se tratar de assunto sigiloso”. Ao...
  • 15/02/2018 - Política

    Voltamos à rotina. Na pauta: a Previdência

    Tudo o que está acontecendo no Brasil traz, em primeiro plano, a próxima eleição. Não pensem que a defesa das reformas por parte da base do governo não está inserida no receio dos parlamentares de serem “corridos” pelas urnas. Agora não se trata mais do tema em si. Agora, os parlamentares da...
  • 14/02/2018 - Política

    Carnaval: expressão da cultura popular

    Para quem assistiu, parte ou todo, às imagens do carnaval brasileiro, deve ter sentido, como eu senti, orgulho de aqui ter nascido. Não pelo espetáculo em si, mas para a verdadeira aula de história que, creio, estão ausentes em nossos bancos escolares. O espetáculo já é reconhecido no mundo...
Exibindo 1 a 10 de 1597 resultados encontrados
  • Página de 160
Clique TV
Novo Polo na Tterrasul
Assista também:
Casa & Conforto
Clique Social

Aplausos

Divulgação/FS

LEITURA: “ História da riqueza no Brasil – cinco séculos de pessoas, costumes e governos”, Jorge Caldeira. Página 555, “como escreveu Getúlio...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.