Bagé / RS, Terça-feira, 23 de Abril de 2019
Siga-nos:

Colunistas

João Batista Monteiro Camargo
Coluna: Opinião
Opinião

Endireitando

Inicialmente, agradeço o convite realizado pelo Jornal Folha do Sul e toda a equipe, pelo interesse em descomplicar o complicado universo jurídico. Dispensada maior apresentação, visto que a página de sábado, com excessos, trouxe informações sobre mim, passo a propor o interesse e os objetivos do nosso encontro semanal. Endireitando vem do verbo endireitar, o mesmo que retificando, corrigindo, perfilando, aprumando, emendando. No sentido da palavra seria essa a significação, contudo o nosso “endireitando” vai além do corrigir, do tornar direito.  Aqui, estaremos em busca de uma forma descomplicada de discutir questões jurídicas e sociais de uma forma democratizada e voltada a todos, independentemente da instrução formal que tenham.
O sofismo é considerado uma forma de argumentação que até pode apresentar uma verdade, mas a real intenção seria o erro. Induzir ao erro, é considerado pelas pessoas típico dos advogados, o que não é verdade, não na integralidade. Por lógico, o profissional sempre busca o interesse do cliente ou da parte que assiste, mas isto não quer dizer que fará qualquer coisa para isso, pois temos um código de ética a respeitar e para, além disso, o senso moral que não nos permite ou a menos não deveria permitir realizar qualquer prática. O que, sim, é típico das ciências jurídicas e afasta os operadores do Direito - e esse termo que não me agrada muito, pois muito genérico, sendo os operadores juízes, promotores, advogados e demais auxiliares da Justiça com as mais distintas características e funções - das demais pessoas, é um excesso de linguagem culta, palavras muito rebuscadas, complexificação de expressões, inclusive, utilização de termos em latim. 
Se verificarmos a intenção de um processo judicial podemos observar que nada mais é que uma demanda sendo buscada, um interesse, um direito atingido ou a busca de uma reparação. A nossa Constituição Federal, que é a norma máxima, prevê claramente que nada poderá deixar de ser apreciado pela Justiça. Ou seja, ainda que as respostas das demandas não sejam as esperadas não pode o Estado deixar de conhecer tais demandas.  Assim, se analisarmos a resposta de uma demanda, uma sentença, por exemplo, que é a decisão do juiz referente aquele pedido, podemos observar que a pessoa que trouxe aquela demanda, muitas vezes, ao término da leitura, não entenderá o que foi resolvido. Ou seja, não conseguirá entender a fundo o que foi decidido sobre sua vida, sobre seu problema.
Além disso, todos os dias infinitas revistas científicas são publicadas, sobre os mais diversos assuntos, áreas e com os mais diversos objetivos.
Contudo, nós brasileiros, que não temos como o maior dos hábitos a leitura, caminhamos no caminho contrário, nos detendo a informações rápidas, curtas e mais pontuais, e aí mora o perigo. O que mais se falou nas últimas eleições, por exemplo, as famosas “fake news”, notícias falsas. Além de não estarmos bem informados quando, com interesses por de trás das notícias também não temos o hábito de ler e para completar o círculo da alienação, não entendemos o que lemos ou não pesquisamos a fundo sobre determinado assunto ficando sabendo sobre ele de forma superficial. Não penso que conseguiremos resolver todos os problemas sociais e jurídicos apenas escrevendo de uma forma mais clara e menos elitizada, mas certamente quando começarmos a nos envolver mais, a entender mais a nossa legislação e os nossos direitos, por exemplo, teremos mais condições de pleiteá-los. Nosso objetivo aqui será esse, tentar endireitar esse universo torto do Direito e do social, onde comemoramos o 8 de março tendo a cada dia mais casos de violência contra a mulher, onde elegemos a Estação Primeira como grande campeã do carnaval, mas ainda estamos querendo a extinção dos índios e acreditando que não temos dívida nenhuma com os negros e que a tal meritocracia é a demonstração da igualdade, onde nos destacamos entre os países que mais matam travestis e transexuais e também nos destacamos como o que mais consome pornografia desse gênero na internet. Teremos muito assunto por aqui...  Alguns que eu faço questão de trazer; outros que vocês irão sugerir.

Comente essa notícia
Exibindo 1 a 6 de 6 resultados encontrados
  • 22/04/2019 - Opinião

    Coelhinhos da Páscoa não existem, indígenas sim

    Um dos momentos simbólicos da nossa infância é quando começamos a saber que o coelho da Páscoa e o papai Noel, tais como vistos nas propagandas, não existem. As datas em si quase sempre são dias especiais, família e amigos reunidos, troca de regalos, mesa farta, receitas de família. Contudo, é...
  • 15/04/2019 - Opinião

    Oitenta tiros em nós, vez que outra e todo dia

    Falar de Direito é falar em saúde, em educação como já falamos por aqui, mas falar em Direito também é falarmos em segurança.  Por bem, sabemos que o nível da criminalidade sobe constantemente de maneira alarmante, inclusive, sabemos ainda que as estatísticas demonstram que a estrutura da...
  • 08/04/2019 - Opinião

    Precisamos parar de só falar da educação II (incompleto)

    Ao final, chegamos ao entendimento que é fácil falar da educação, difícil é agir na proporção que nos cabe para melhorá-la. É fácil chamar de heroína a professora que deu a vida para salvar os alunos. É uma heroína mesmo, sem dúvidas, difícil é reconhecer os outros heróis e heroínas quase...
  • 01/04/2019 - Opinião

    Precisamos parar de só falar da educação

    Não há como pensarmos em uma sociedade justa e igual se não pensarmos no alinhamento desta sociedade. Estamos em um processo evolutivo nessa discussão mas ainda engatinhando e com constantes ameaças, muito se fala em vagas nas universidades, pouco se fala no ensino formal de qualidade, muito se...
  • 25/03/2019 - Opinião

    A judicialização ou juridicização de tudo. Cada um no seu quadrado

    A judicialização é um fenômeno mundial por meio do qual importantes questões políticas, sociais e, inclusive, morais são resolvidas pelo Poder Judiciário ao invés de serem solucionadas pelo poder competente, seja este o Executivo ou Legislativo. Já comentamos em outro momento que por meio de um...
  • 18/03/2019 - Opinião

    Uma semana pesada para a sociedade e para o judiciário, precisamos parar de naturalizar a violência

    Acompanhamos no decorrer da semana o trágico caso do massacre em Suzano, acompanhamos ainda um avançar na  resolução do caso da morte da Vereadora Marielle Franco  e para finalizar a semana o Júri do caso Menino Bernardo.   Ambos os casos de extrema complexidade. No caso do massacre ficamos a...
Exibindo 1 a 6 de 6 resultados encontrados
Clique TV
OPERAÇÃO SÃO CRISTOVAN | POLÍCIA CIVIL BAGÉ
Assista também:
OPERAÇÃO EMBOSCADA | POLÍCIA CIVIL
PUBLICIDADE
Clique Social

Coluna Social

Divulgação/FS

BODAS DE OURO, Teresinha Ofanda Salis Costa e Silva e Oscar Costa e Silva Júnior celebraram 50 anos de casados, sexta-feira (19), escolheram uma...

Notícias mais lidas do dia

Clique Horóscopo

Áries

Sol e vens continuam seu caminho unidos em leão ainda motivando seu coração. Lua e mercúrio em virgem melhoram as relações de trabalho e possibilitam acordos de negócios. planos e projetos em alta.

Touro

Mercúrio e lua em virgem e ainda seu regente unido ao sol em leão abrem espaços em sua vida para um novo amor entrar. Se já for comprometido, melhora sensivelmente seu relacionamento. Finanças em alta.

Gêmeos

Seu regente entra em virgem e sua capacidade intelectual e mental aumentam sensivelmente. A fase é ótima para rever assuntos relacionados à sua família ou a questões domesticas. Comunicação em alta.

Câncer

Venus e sol unidos em leão continuam trazendo benefícios à sua vida financeira. O momento é ótimo também para pequenas viagens e assuntos de trabalho relacionados à comunicação. Amor em fase neutra.

Leão

Venus e sol em seu signo continuam agindo positivamente em sua vida, especialmente a amorosa e financeira. Mercúrio unido à lua aumenta ainda mais as possibilidades de bons acordos de negócios e ganhos financeiros.

Virgem

Mercúrio e lua em seu signo melhoram o astral que anda meio baixo, com queda de energia. Procure relaxar e manter-se protegido de ambientes e pessoas carregadas. A fase é ótima para acordos comerciais e a comunicação.

Libra

Mercúrio e lua em virgem derrubam sua energia, apesar das demandas sociais. A fase é ótima para a reflexão e a meditação. Seu regente unido ao sol em leão abrem portas para novos contatos comerciais.

Escorpião

Mercúrio e lua em virgem mobilizam sua vida social e amizades neste período. Venus e sol unidos em leão ainda beneficiam sua carreira e vida profissional. A fase é ótima para a comunicação e novos contratos.

Sagitário

O sol e Venus em leão continuam ativando seus estudos e as viagens podem se tornar seu foco neste momento. Carreira e vida profissional em alta, com possibilidade de novos projetos ou propostas de trabalho.

Capricórnio

Mercúrio e lua em virgem aceleram seus projetos e planos futuros e assuntos relacionados a viagens longas e contato com estrangeiros. Fase de grande otimismo e espiritualidade renovada. Amor em alta.

Aquário

Venus e sol em leão continuam mobilizando contatos e parcerias e melhorando seus relacionamentos afetivos e de amizades. A fase é das melhores. Cuidado apenas para não se deixar levar por pensamentos negativos.

Peixes

O trabalho continua sendo beneficiado pela passagem de Venus e do sol pelo signo de leão. Mercúrio e lua em virgem mobilizam seus relacionamentos pessoais e parcerias comerciais. Amor em alta.